Arquivo da categoria: Rota da Coxinha

Tenda Paulista, na Consolação

141030-tenda-01

O lugar da vez hoje é a Tenda Paulista, aquela lanchonete embaixo do Conjunto Nacional que sempre está cheirando bem. Sabe? Estávamos passando lá outro dia quando aquelas coxinhas expostas na vitrine nos ganharam. Tipo cachorrinho fazendo cara triste. Eram tão bonitas e formosas, e a fome já começava a apertar, então decidimos parar e testar a lanchonete barra restaurante para o Rota da Coxinha. Será que é bom? Será que é ruim? Dá uma lida!

Continuar lendo Tenda Paulista, na Consolação

Anúncios

Legítimo, na Saúde

141009-legitimo-01

Localizado no meio da Saúde, pra dentro da Luís Gois, o Legítimo é um bar famoso e concorrido, sempre com suas mesas cheias de gente, seja pra assistir o jogo de quarta na televisão, seja pra jogar conversa fora com os amigos. Escolhemos o local como próximo alvo do Rota da Coxinha, já que os quitutes do estabelecimento são conhecidos pela qualidade. Mas será que vale a pena pra quem está com fome?

Continuar lendo Legítimo, na Saúde

Veloso, na Vila Mariana

140721-veloso-01

bt-rotadacoxinha-02

Em uma travessa da Vergueiro, no meio da Vila Mariana, fica o famoso e super concorrido Veloso. Por ironia do destino, ou não, o bar fica em uma rua com o mesmo nome, e embora aparente ser daqueles tradicionais e centenários, neste caso é apenas suposição: o Veloso foi inaugurado em 2005, como homenagem ao homônimo carioca, responsável por apresentar Vinicius e Tom à Garota de Ipanema.  Estivemos por lá na semana passada para experimentar um dos maiores, se não o maior, destaque do local: suas coxinhas. Continuar lendo Veloso, na Vila Mariana

Coxinha du Chef, em Pinheiros

140630-coxinhaduchef-01

bt-rotadacoxinha-02

A Copa já passou da metade, infelizmente. E com isso os jogos são mais vazados e raros, colocando o próximo confronto do Brasil apenas na sexta. Por isso, não se preocupe. Quinta teremos a seleção da vez, a Colômbia. Mas hoje saímos um pouco da toada futebolística. E não precisa ser uma coisa ruim, porque hoje é dia de Rota da Coxinha! Já ouviu falar da Coxinha du Chef? É uma rede espalhada pela grande São Paulo que vende sim, coxinhas, por um preço bem popular. Dá uma olhada então no que achamos. Continuar lendo Coxinha du Chef, em Pinheiros

Coxinha da Cristallo, na Oscar Freire

140526-cristallo-01

bt-rotadacoxinha-02

Com mais de 20 lojas espalhadas pela cidade, a Cristallo é conhecida, entre outras coisas, por seus salgados, e em especial, sua coxinha. E como coxinha nunca é demais, fomos visitar a casa lá na Oscar Freire pra experimentar o quitute para o Rota da Coxinha. Mas será que o sabor é bom ou o tamanho razoável? E o preço, é justo? Veja se essa tem a chance de ser a melhor coxinha da cidade a partir de agora!

Continuar lendo Coxinha da Cristallo, na Oscar Freire

Coxinhas do Bar Filial, na Vila Madalena

140424-filial-01

bt-rotadacoxinha-02

Demorou um pouco, mas não esquecemos não! Está de volta o especial Rota da Coxinha, pra você que gosta do popular salgado brasileiro, mas não sabe onde encontrar um bom quitute. Pra lembrar como é feita a análise, dividimos em três quesitos a coxinha: tamanho, preço e sabor. Fomos ontem no Filial, bar da tradicional Vila Madalena, e temos um crítica quentinha, saindo do forno. Confira abaixo nossos comentários, e não esqueça de ler sobre os locais já avaliados, a Padaria Brasileira e A Quinta do Marquês.

Continuar lendo Coxinhas do Bar Filial, na Vila Madalena

A Quinta do Marquês, no Jardim Paulistano

140317-aquintadomarques

bt-rotadacoxinha-02

Coxinha é vida. Essa é a verdade. Poucas pessoas não gostam de coxinha. Pensando nisso, porque não avaliar as melhores coxinhas da cidade, de acordo com guias, listas e premiações famosas pra ver se elas são tudo isso mesmo. Daí nasceu o Rota da Coxinha, que nesse primeiro momento vai abranger apenas a cidade de São Paulo, mas que nada impede aumentar um pouco o filtro no futuro.

A Quinta do Marquês é o segundo lugar que visitamos com este objetivo – o primeiro foi a Padaria Brasileira, crítica que começou tudo o que temos aqui. Era um dia como qualquer outro, estávamos os dois na Faria Lima depois do trabalho, e porque não?

A análise será feita a partir de três notas: tamanho, preço e sabor. Com isso, podemos ver, pelo custo/benefício, qual que é realmente ‘a melhor coxinha de São Paulo’. Não que tenhamos a pretensão de premiar o estabelecimento com o melhor salgado, nem nada assim. Só deixar pro nosso leitor qual lugar vale a pena visitar quando a vontade por uma coxinha aumenta.

Continuar lendo A Quinta do Marquês, no Jardim Paulistano