Berlinburger International, em Berlim

E num piscar dos olhos, acabou o Mês do Hambúrguer. Sempre que a gente planeja fazer um mês temático como esse a impressão é de que vamos ficar um tempo enorme comendo ou escrevendo só sobre um tipo de comida. Se a expectativa é essa, a realidade é outra: passa muito rápido.

Pra juntar dois especiais em um só, deixamos a nossa visita ao Berlinburger International pra hoje. Afinal, terminamos com estilo o Mês do Hambúrguer, e também mantemos a recente tradição de escrever sobre um lugar do mundo na última semana do mês (percebeu que acabou setembro?).

Localizada no descolado e moderininho Neukölln, a hamburgueria poderia passar batida se não fossem as milhões de pessoas esperando na fila, ou comendo na calçada (tudo bem, milhões não, mas tem gente pra burro). Escondida em uma portinha, esse é um daqueles lugares pra colocar na lista quando for fazer uma viagem pra capital alemã. Por qual motivo? Aí você precisa ler as nossas opiniões, claro.

Não tem como negar, Berlim é uma cidade muito legal. Com um clima bem particular, ela tem uma vibe diferente do resto da Europa, e ter conhecido o Berlinburger International meio que sintetiza tudo isso. Em um bairro mais simples, cheio de imigrantes e turistas passando por todo o lado, a hamburgueria consegue reunir no pequeno ambiente todos os grupos, sempre atrás de um dos famosos hambúrgueres da casa.

Mesmo sendo um local pequeno, e com (poucas) cadeiras e mesas do lado de fora, tudo acaba funcionando no final. Por mais que você entre em desespero por não ter lugar pra sentar, as coisas dão certo. Talvez por não ter aquele famoso jeitinho brasileiro, ninguém tenta guardar lugar pra sentar. E isso agiliza todo o processo, um grupo chega, pede, espera, senta pra comer e vai embora. Dinâmico assim.

Por isso é importante já ter uma ideia do que pedir. Alemão não é muito minha praia, mas dá pra se virar um pouco no inglês com o pessoal de lá. Embora em Berlim boa parte das pessoas não faça muito esforço pra entender, ao menos no BBI o inglês consegue te salvar.

Acabei pedindo o Drei-Käse-Hoch (E 7,50), que na língua local significa basicamente três queijos. E o engraçado é que mesmo com esse nome, na verdade são quatro queijos na receita: cheddar, halloumi (um queijo grego que lembra coalho), muçarela e um queijo da casa. E se você acha que é só isso, ainda vem bacon, sour cream, molho barbecue, salada e uma carne de 190 gramas.

Se parece muita coisa, é muita coisa. Interessante esse monte de coisa em um mesmo sanduíche, mas fica impossível não dizer que pra comer você encontra certa dificuldade. E muito mais que a dificuldade em comer, e tentar não se sujar no processo. Falhei miseravelmente, mas valeu a pena. O lanche é gostoso, especialmente pra quem é fã de queijo. Talvez se fosse um pouco mais modesto, a experiência seria menos complicada, considerando uma turista comendo no meio da rua.

Antes de chegar em Berlim já tinha em mente dois lugares pra conhecer: a área do muro e o Berlinburger International. O motivo? Dá uma olhada nessas fotos. Já fiquei impressionado pelas coisas que tinha lido na internet, e as imagens só ajudaram a matar a ansiedade de vez.

Sorte que as coisas se concretizam. Os lanches não são bonitos e bem servidos apenas nas imagens. Eles são gigantes, ótimo pra quem está com fome depois de passar o dia andando pela cidade.

O cardápio não é muito extenso, e sim, existe uma versão em inglês pra quem não tem costume com a língua nativa, e o pessoal de lá consegue te entender. Ou seja, ninguem morre de fome.

Mas é interessante chegar já com alguma ideia do que pedir. O site oficial tem todas as opções disponíveis, e ajuda muito em um aspecto: o cheiro. Por ser um lugar pequeno – bastante pequeno, mesmo – é quase impossível não sair defumado, ou com cheiro de fritura na roupa, no corpo ou no cabelo. Mas faz parte.

Com um pouco de dificuldade, claro, acabei escolhendo o BBQ-Burger (€ 7,50). Lanche tradicional, ele é feito com 190 gramas de carne grelhada, carne de ovelha, cebola frita, bacon, molho de churrasco, jalapeños e tomate. Parece muita coisa? E é. O queijo e o bacon acabando se destacando mais nessa mistura, além, claro, do disco de carne, que ganha pontos pelo sabor.

Entretanto, podem ficar tranquilos, o sanduíche é bem gostoso, mas aqui em São Paulo estamos bem servidos com opções tão boas quanto, ou até melhores. É um lanche bonito, bem servido, e um preço que cabe no bolso, mas não fica devendo para os hambúrgueres brasileiros.


Berlinburger International – Pannierstraße 5, 12047 Berlim; Abre: todo dia; Contato: +49 160 4826505; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: €.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s