Confeitaria Marilia Zylbersztajn, na Vila Madalena

Depois de tanto tempo de blog, a gente fica até com vergonha de publicar só hoje nossa visita à Marilia Zylbersztajn. Uma das docerias que estão sempre na moda, por conta dos quitutes que conquistam as pessoas já pelas fotos, demoramos demais pra incluir essa sugestão por aqui.

Sorte que isso agora é passado, pois finalmente fomos, e podemos falar tudo sobre a nossa experiência. Se você também uma daquelas pessoas que não consegue fugir de um bom pedaço de doce, fique tranquilo, o passeio vai ser bom!

chapeu-galeria

O nome da Marilia Zylbersztajn é muito comum e frequente em quase todas as listas e rankings das melhores docerias da cidade. Desde que começamos o blog sempre tentávamos ir e por algum motivo acabávamos não conseguindo por questão de horário ou por algum outro motivo.

Agora finalmente conseguimos ir, chegamos em um sábado e logo depois que chegamos a casa lotou. O espaço físico não é muito grande, é tem poucas mesas e fica apertado quando a casa fica lotada como naquele dia. Mas também entendo que uma doceria não tem força para ter um grande espaço e que a muitos pedidos acabam sendo encomendas.

Os doces, em sua maioria, tortas ficam expostas em uma pequena vitrine, os outros poucos doces são vendidos em pacotes ou saquinho, como suspiro ou uma especie de dadinho. Naquele dia tinha cerca de 8 tipos diferentes de tortas e todas com uma aparência muito boa, em geral o pedaço custava R$12 reais. O preço justo pois é um pedaço bem generoso de torta.

Entre muitas dúvidas, como torta de maçã, pera ou uma de chocolate sem farinha, acabei optando pela de chocolate por ter o diferencial de não ter massa. Peguei então o pedaço da torta chamada Explosão de Chocolate. A torta é feita de chocolate belga, 70% cacau e só ou seja não tem massa, é puro chocolate. E ela é MUITO boa,  a mistura de chocolate faz com que ela não seja enjoativo e bem docinha  ao mesmo tempo.

Acabei provando um pedaço das tortas do Rapha e vale uma observação sobre a torta de maçã que coisa maravilhosa, uma das melhores que já provei até hoje. Assumo que fiquei bastante curiosa para provar a torta de pêra e pretendo voltar para provar por ser um dos carros chefes da casa.

Demorei muito pra conhecer a confeitaria, e espero, de verdade, não demorar tanto pra voltar lá. Acho que o principal agravante agora era o horário. Não que seja um problema, mas como lá fecha por volta das 18 horas, as agendas meio que nunca se batiam.

Dessa vez deu certo. Fomos conhecer o que a Marilia Zylbersztajn tem de melhor, e compartilhar aqui o que vale a pena, e o que não vale tanto.

A casinha – no diminutivo mesmo, são cerca de meia dúzia de cadeiras apenas – tem em seu cardápio uma variedade de tortas e bolos, que são vendidas por fatia, ou inteiras, pra quem quer levar pra casa.

Com média de R$ 12 por fatia, não é um preço barato, sejamos honestos. Mas também não se trata de nada absurdo, que impeça de ir uma vez e outra.

E pode ter certeza, depois de ir a primeira vez, você vai querer ir uma vez ou outra. A doceria se vende com três receitas principais no seu cardápio – os sabores vão sempre mudando durante os dias – a torta de maçã, a de pera e a de chocolate. A Na já contou um pouco sobre a última, e agora é minha vez com a primeira.

Chamada Torta de Maçã da Bretanha, a sobremesa é feita com uma massa que tem como base amêndoas, e já ajudam no sabor. Na cobertura, um creme de baunilha, lâminas de maçã e mais amêndoas laminadas por cima.

Resultado disso? Espetacular. Uma torta gostosa, que não enjoa, e explode em sabor. Sem dúvida um motivo pra voltar até a doceria de vez em quando. Caso seja sua primeira vez por lá, recomendo fortemente começar por esse sabor.

E como demoramos muito pra conhecer, nada mais justo que experimentar mais uma torta, de bônus. No caso, escolhi a Torta de Limão Siciliano, com uma base de massa crocante, e um creme de limão. Diferente do que você está acostumado, não espere por leite condensado, ou algum sabor doce pra quebrar o cítrico da fruta. Tem gente que gosta, mas não agradou muito meu paladar. A acidez da fatia não me deixou nem comer até o final, deixando parte no prato.

Mesmo assim, outras opções que parecem apetitosas nas fotos, e na vitrine, estão por lá. E isso quer dizer que, com certeza, logo mais a gente volta pra comer o resto.


Confeitaria Marilia Zylbersztajn – Rua Fradique Coutinho, 942 – Vila Madalena; Abre: todo dia; Contato: 4301-6003; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: $.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s