Hamaki Sushi, na Vila Madalena

Será que ainda existem restaurante japoneses pra conhecer em São Paulo? Somos bem viciados em um rodízio, como dá pra perceber na regularidade de visitas aqui no blog. Desta vez fomos até a Vila Madalena, pra conhecer de perto o Hamaki Sushi, casa aberta desde 2013, e guarda um dos mais bonitos jardins de entrada que a gente lembra.

Muito mais que apenas oferecer uma variedade grande de peixes, ou diversas entradas quentes, o local se destaca pelas combinações pouco usuais que encontramos nos restaurantes japoneses pela cidade. Manga e kani parece uma dupla interessante pra você? Essa, e algumas outras, estão disponíveis. E a gente experimentou tudo, e vai contar agora!

chapeu-galeria

Já tinha ouvido falar do Hamaki por alguns motivos e principalmente por pessoas que tinha visitado mas não me recordava muito bem de tudo que tinham falado do local. Assim que chegamos ficamos um pouco na dúvida sobre se estávamos no lugar certo, pois a entrada é um pouco escondida.

Quando você entra se assusta em como o ambiente é grande, são três ambiente diferente com lugares para sentar. Como fomos um pouco tarde para almoço e um pouco cedo para jantar, até que o restaurante estava cheio para o horário.

Sentamos em um mesa do lado de fora, os garçons logo vieram nos atender e foram bastante solícitos. O rodízio da casa sai por R$89 e como estávamos no Grubster tinhamos desconto de 30%, porém nos informaram que o restaurante vai sair do app logo menos, triste.

Agora vamos para a parte boa disso tudo a comida, a casa tem ideias muito boas mesmo, porém acredito que elas pecam um pouca na hora da finalização. As entradas eram camarão empanado, rolinho primavera, guioza, bolinho de salmão, trouxinha de batata doce, hot hol e hot holl sem arroz. Tudo era bom porém todas as entradas faltavam um pouco de sabor, talvez um pouco de sal ou algo do tipo.

O que mais se destacava era o hot holl sem arroz, é uma ideia super bacana e estava bem gostoso. Pedi também um temaki se salmão grelhado que estava MUITO bom, talvez os temakis sejam o maior destaque pois era bastante variedade e opções diferentes.

O combinado veio bastante variado e veio com três opção de sushi doce, mistura de peixe com doce. Os sushis e sashimis eram bem montados mas era bastante comuns nada que chame muita atenção, os sushis doces era bem diferente e eram saborosos. O combinado era bem normal e não tenho nada reclamar e os sushis doces talvez seja o maior destaque dele.

Como falei antes, a casa tem tudo para dar muito certo e ser muito bacana, porém falta um pouco de capricho no tempero da casa ou algo que realmente seja diferente principalmente pelo preço. Porém nada que não tenha como arrumar e deixa a casa em um patamar acima do “normal” que é onde a casa está atualmente.

É engraçado entrar no restaurante. Acontece uma ilusão de ótica em todo visitante, que vai passando pelo apertado – e bonito – jardim de entrada da casa, esperando por um salão igualmente acanhado. Mas não, o Hamaki é surpreendente enorme. São três ambientes diferentes, e o mais legal é o externo, com boa luz, cheio de verde. Ótimo pra um almoço tranquilo.

A intenção era justamente essa, por isso o cardápio, que até listadas todas as opções disponíveis, acaba não servindo muito, afinal, estamos todos aqui pelo rodízio. E vamos levantar o alerta aqui: estamos falando de um rodízio de R$ 89,90 por pessoa. Ou seja, as expectativas, antes do primeiro sushi, eram altas.

Tudo começa pelas entradas quentes: harumaki, hot roll, camarão empanado, bolinho de salmão, trouxinha de batata doce e um tal de hot roll sem arroz. Entre mortos e feridos, nenhum grande destaque.

Todas as frituras são aceitáveis, e as invenciones acabam se evidenciando mais que o próprio sabor. Como ponto não tão bom, vale dizer que originalmente pedimos guioza e lula à dore, para ficar apenas na vontade. Quer dizer, pra ser justo, os pasteizinhos chegaram quase no fim, mas o segundo, só na foto.

Depois de tanta fritura, era esperada a chegada dos peixes, que ganha pontos pela bonita e colorida apresentação. Simples, mas dá vontade de comer com os olhos.

A variedade é interessante, com itens tradicionais – como sashimis e niguiris – encontrando releituras de outros sushis. Temos aqui, por exemplo, uma mistura de abacaxi com salmão, uma de manga com kani e cream cheese, e uma terceira, com o salmão selado, cream cheese e maracujá.

Resultado disso tudo? Diferente. O de sushi de abacaxi é bem interessante, para quem gosta de misturar sabores na boca, com um pouco de azedo, doce e salgado ao mesmo tempo. Já o de maracujá, mesmo com toda a cara boa (olha a foto!), não entrega o prometido. Muita fruta, excessivamente azeda, que atrapalha a experiência. Se os ingredientes fossem mais equilibrados, certamente o resultado seria diferente. Sobre a manga com o kani? Não, apenas não.


Hamaki Sushi – Rua Fidalga, 501 – Vila Madalena; Abre: terça a domingo; Contato: 2532-5007; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s