Cantina Roperto, no Bixiga

Em funcionamento desde a década de 1940, a Cantina Roperto é um daqueles restaurantes do Bixiga que representam o tradicionalismo da comida italiana no Bixiga. Afinal de contas, quando você pensa em massa, macarrão e derivados, não tem como não pensar naquele conjunto de casinhas antigas no centro da cidade. Fomos até lá fazer uma visitinha e descobrir os sabores da cantina, que já serviu tanta gente até hoje, mundanas ou famosos, como o pessoal por lá gosta bem de deixar claro, nas dezenas de fotos logo na entrada. Quer saber mais do Roperto?

chapeu-galeria

A Catina Roperto é a típica e super tradicional, ela fica na principal rua das cantinas de São Paulo e funciona já tem anos. Como boa parte das cantinas o ambiente bem tradicional e pouco moderno, espaço grande e mesas, cadeiras e utensílios são antigas mas ao mesmo tempo conversados.

Assim como o ambiente, o cardápio e o atendimento também são bem tradicionais e é quase um padrão na maioria das cantinas  da cidade. Você paga pelo molho e escolhe a massa da sua preferência, as opções são bem variadas e tem dos mais diversos tipos de molho desde os mais simples até molhos mais complexos. Já o atendimento é sempre feito por garçons mais antigos que conhecem cada detalhe do cardápio e da casa.

O carro-chefe da casa é o bife à parmegiana, porém tivemos o azar de ser sexta-feira santa e não pudermos experimentar, e assim como todos os pratos da casa serve mais de uma pessoa.  Acabamos pedindo meio prato de cada (é cobrando 60% do valor) para podermos experimentar dois pratos diferentes. Pedi o Fettuccini Carbonara e quando chegou fiquei até na dúvida se era realmente meia porção.

O prato é realmente muito grande mesmo, nem com muita fome eu comeria tudo o prato servido. O prato vem servido em uma panela de inox e todas as massas vem gratinadas. Elas visivelmente não são bonitas, mas as massas são realmente muito boas, o carbonara é super saboroso, mas tem dois defeitos. O primeiro a falta da pimenta do reino, ele fica com gosto de molho branco e o segundo é que o bacon usado tem bastante gordura. Além disso, não sou muito fã do uso de creme de leite no molho, porém a massa é bem boa. A visita vale por ser um lugar super tradicional e te proporcionar ótimas massas frescas.

Talvez seja algum código secreto interno, ou apenas demonstrar a qualidade de sua comida. A verdade é que, assim como tantos outros restaurantes italianos em São Paulo, a Cantina Roperto também tem aquela famosa parede cheia de foto com famosos que já visitou o local.

Ela fica logo na entrada, com o primeiro salão da casa – mais tradicional e antigo, todo de madeira, e sempre lotado de famílias e clientes ue buscam por essa tradição. Dado o sucesso do nome, um segundo salão, mais simples, impede que você fique muito tempo na fila. E foi nesse que ficamos, para nossa sorte.

O interessante das cantinas italianas é a fartura de seus pratos. Se hoje tudo está mais gourmetizado, antigamente o cardápio trazia pratos para várias pessoas, com muita comida e preços igualmente altos. A tradição é mantida por aqui, com uma média de R$ 100 por prato, que serve tranquilamente duas pessoas – pelo menos.

A sorte é a existência no cardápio da chance de pedir meio prato, por 60% do valor. Não é tanta sorte assim, verdade, mas ao menos nos permitiu escolher duas opções da casa.

Antes disso, começamos com o couvert (R$ 13) individual, que vale pela sardela. Se você é fã do molho feito com peixes, a receita do Roperto é de mão cheia. Muito sabor que pode ser experimentado nas generosas fatias de pão italiano. Só por isso vale a visita. Até mesmo ficar só nas entradinhas, tomando um vinho.

Como não foi o que fizemos, era preciso escolher meu almoço. Vale explicar um pouco o cardápio – que pode parecer confuso para algumas pessoas logo de início. Existe a parte das massas, com valores ao lado, e também, logo abaixo, molhos, com preços diferentes. Pelo que nos foi explicado, o padrão de todas as massas (aquelas com os primeiros preços) é o molho vermelho, da casa. Se você prefere, por exemplo, um espaguete ao pesto, você paga pelo preço do molho apenas.

Dito isso, escolher o ravioli de muçarela de búfala ao molho de quatro queijos (R$ 94) não foi muito difícil. Para qualquer fã gorgonzola, esse molho é sempre a escolha certa.

A decepção, quando os pedidos chegaram, foi perceber a ausência justamente do queijo mais forte no sabor. O próprio recheio da massa acaba se destacando mais, em um amontoado de ingredientes que – como dita a cozinha italiana mais tradicional – não é das mais primorosas na apresentação.

Em suma, o prato é ruim? Não, claro que não. Estamos falando de massa. Pra uma massa não ficar boa, algo muito sério precisa ter acontecido. Mas você fica claramente com aquele sentimento de que falta alguma coisa. Talvez na competição atual com os restaurantes mais moderninhos, as casas centenárias do Bixiga tenham parado no tempo e no sabor, precisando de alguma maneira se reinventar, pra começar atrair uma nova clientela.


Cantina Roperto – Rua Treze de Maio, 634 – Bixiga; Abre: todo dia; Contato: 3288-2573; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s