P.F. Chang’s, na Vila Olímpia

Conseguimos tirar mais um lugar da nossa lista! Finalmente. Alguns leitores já tinham recomendado o P.F. Chang’s pra gente, mas até agora nunca tinha dado certo conhecer o restaurante. Para nossa sorte, a oportunidade apareceu nos últimos dias, então temos como dizer tudo que tem de bom, e nem tão bom, do lugar.

Mas antes das linhas principais, vale ressaltar que estamos falando de uma cadeia de restaurantes, que abriu na década de 1990 nos Estados Unidos. Com unidades espalhadas pelo mundo inteiro, a primeira em solo brasileiro é justamente a da Juscelino, com os tradicionais cavalos de enfeite, que guardam a porta principal do prédio. Vamos falar de comida? Então acompanha as próximas linhas.

chapeu-galeria

Não existe uma pessoa que tenha passado alguma vez na porta do P.F. Chang’s que não tenha reparado na sua monstruosidade. Os enormes cavalos em plena JK não esconde a intenção da casa em mostram tudo aquilo que tem de melhora na comida asiatica, apesar de muitas pessoas acreditarem ser apenas mais um restaurante chines.

Assim como o lado de fora, a casa tem um ambiente bastante elegando e chamativo, porém muito parecido com os restaurantes americanos, acredito que isso aconteça por ser uma franquia americana, mas isso não é um defeito.

Chegamos para almoçar um pouco mais tarde que o normal e por isso a casa não estava muito cheia. Acreditei que o atedimento seria rápido até porque quando entramos quase todos os clientes já haviam terminado as suas refeições, porém os garçons estavam batendo cabeça, apesar de bastante simpáticos.

Pela demora pudermos analisar o cardápio com detalhes, e foi bom, porque o cardápio é enorme.E também pude notar que praticamente todos os pratos tem a versão com uma proteína diferente ( carne, frango ou camarão). Como estavamos com um casal de amigos, acabamos pedindo dois pratos de entrada,o crab wontons e dynamite shrimp.

A primeira é uma trouxinha recheada de kani e cream cheese e acompanha um molho de ameixa, essa entrada é realmente muito saborosa e vale a pena provar. Já a outra entrada, era uma porção de camarão empando envolvido em molho alioli e sriracha, como pedimos o molho a parte por medo ser muito picante, a porção acabou perdendo o seu sabor pois o camarão só combinava com o molho, acredito que embebido no molho o camarão seria melhor.

Fiquei muito na dúvida na hora de pedir o prato porque todos os pratos chamam muito a nossa atenção, por isso resolvi primeiro escolher qual proteína eu iria querer, foi o camarão mais um vez e acabei escolhendo o prato que tem com quase todas as proteínas que é o crispy honey shrimp.

O prato era camarões preparado no molho agridoce e servido em uma cama de macarrão de arroz frito. O prato era maravilhoso, o camarão saboroso, o molho estava doce na medida certa e até o macarrão frito estava bom.

Como estavamos em 4 acabamos pedindo o P.F. Chang’s fried rice, que era arroz frito com ovos, cenoura em tiras, brotos de feijão e cebolinha, além de três tipos de carne : carne bovina, frango e camarão.

O arroz pedindo quando é para dividir, vale bastante a pena, pois combina com todos os pratos e pode ser montado de várias maneiras possíveis, mas não se esqueça a porção é grande.

Todos os pratos são muito ber servidos e pedimos tanta coisa naquele dia que eu acho que saimos rolando de tanto que comemos. Assumo que ainda sai de lá triste por não ter provado um pedaço do bolo de chocolate da casa, eu nunca vi nada do tipo, é o maior pedaço que bolo que já vi, haha.

O P.F. Chang’s é um bom lugar para ir com a família pois as opções são bem fartas e para os namorados, nada melhor do que dividir comida boa com o amado.

Por fora, pra quem passa de carro ou ônibus, o P.F. Chang’s se mostra como um restaurante imponente e chique, com a decoração característica ao redor do mundo. Embora seja um lugar com comida asiática, todos os adornos bonitos e modernos fazem parecer um lugar mais refinado que realmente é.

Ainda que não esteja localizado dentro de um shopping, não se engane: estamos falando de um casual dinning, como tantos outros que estão na moda agora.

Claro, isso não é nenhum demérito. A comida, no geral, é gostosa, e o cardápio não se mostra tão caro assim. Tudo bem, você provavelmente vai gastar mais aqui que em um fast-food, mas a atmosfera realmente é a de um restaurante. O atendimento é atencioso, embora seja um pouco lento. Até sermos atendidos demorou um pouco. E como já havia passado daquela hora mais conturbada, não vale dizer que o excesso de clientes atrapalhou.

O menu é composto por peças de diferentes países da Ásia, desde iguarias da Mongólia até opções mais comuns da China. Não vá pensando, no entanto, que você pode escolher um temaki ou alguma outra alternativa nipônica.

O caso aqui são pratos quentes, e que podem ser facilmente compartilhados.

Como entradinhas, escolhemos os Crab Wontons (R$ 33,50) e o tal Dynamite Shrimp (R$ 39,90), que era indicado no cardápio como uma opção picante. Entretanto, não foi o que pareceu. Tudo bem, vale fazer um mea-culpa, já que pedimos para colocar o molho – supostamente picante – ao lado da porção, por conta de um casal de amigos que estava conosco. Isso pode ter contribuído para a experiência do prato, que não foi das melhores.

Os tais camarões não são tão crocantes, lembrando mais uma versão empanada apenas, acompanhados por um molho de aioli com Sriracha. Até estava bom, mas possivelmente faria outra escolha da próxima vez.

Sorte que do outro lado o caranguejo asiático se destacou. Uma versão tropicalizada dos tradicionais bolinhos chineses, ele era recheado com kani e cream cheese, que era gostoso. Mas não tão bom quanto o molho de ameixa com leve toque apimentado e cebolinhas. Bem bom, mesmo. Uma mistura do doce e picante, mas não demais, pra nenhum dos lados. A parte ruim foi ver que apenas seis são servidos na porção.

Outro prato, mesmo país. A China acaba sendo o maior representante no cardápio do restaurante, com tantas opções que agrada ao paladar brasileiro. Para o prato principal acabei escolhendo o famoso Kung Pao Chicken (R$ 51,50), prato bem clássico da comida asiática.

Uma porção bem servida de cubos de frango salteados no wok com molho de curry, leite de coco e amendoim, o prato é realmente gostoso, com um sabor característico da carne. O amendoim ajuda na crocância, fazendo uma ótima ligação com todos os ingredientes.

Mas como dá pra ver nas fotos, os pratos são servidos sem acompanhamentos. O que te obriga a pedir entradas pra comer junto, o que fizemos, ou então guarnições disponíveis no cardápio, que fizemos também. Disponível em quatro variações, que diferem basicamente no tipo da carne, o P.F. Chang’s Fried Rice (R$ 49,90) é uma escolha certa.

Um enorme arroz frito com ovo, cenoura, broto de feijão e cebolinha, ainda é acompanhado por carne bovina, frango ou camarão. Ou todos, se preferir. Foi o que fizemos, pra descobrir um agradável acompanhamento que combina com boa parte dos pratos no cardápio.

No geral, podemos ver que este talvez não seja a primeira opção pra quem não conhece muito de comida asiática, salvo os famigerados rodízios japoneses. Com nomes diferentes e sabores peculiares, o P.F. Chang’s é um bom lugar, ainda que seu bolso possa dizer o contrário.


P.F. Chang’s – Avenida Juscelino Kubitschek, 627 – Vila Olímpia; Abre: todo dia; Contato: 3044-0571; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito, vr; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s