Padoca do Maní, no Jardim Paulistano

Todo mundo sempre fala: o café da manhã é a refeição mais importante do dia. É verdade, pode perguntar para qualquer médico, que a resposta vai ser exatamente essa. Dizem até que pode ser um hábito negativo para a sua saúde, acredita? Por essas e outras resolvemos visitar a Padoca do Maní, pra experimentar todos aqueles pãezinhos e sabores que apenas uma boa padaria pode proporcionar.

Localizado no Jardim Paulistano, ele é bastante frequentado aos finais de semana para um brunch, então não estranhe em esperar algum tempo na fila por uma mesa. Nós esperamos, e olha, valeu a pena. Você pode conferir todos os motivos a partir de agora.

chapeu-galeria

Fazia algum tempo que falava para o Rapha que estava com vontade de ir na Padoca do Maní, já havia escutado coisas bem positivas da casa e quando você procura sobre na internet também são apenas comentários falando muito bem. Não é a toa que é a terceira casa da Helena Rizzo, que tem o Maní e a Casa Manioca.

E como sempre ela sabe mesmo o que faz, a padaria é pequena e conta com uma decoração bem rústica. Na parte interna fica a vitrine da padaria, você pode pedir e comer no balcão ou até mesmo levar para casa. Na varanda ficam as mesas, poucas e a maioria para duas pessoas, tem um ar agradável e mesmo com as mesas próximas elas são confortáveis.

A casa tem ótimas opções tanto para café da manhã como para um bom brunch. Assumo que assim que vi a vitrine da casa percebi que seria realmente muito difícil escolher o que íamos comer. Então resolvemos pedir algumas coisas e íamos dividindo, para começar pedimos o combo café da manhã. Nele vem um suco de laranja, um pingado, cesta de pão, manteiga, requeijão, geléia, ovos mexidos e uma salada de frutas com iogurte, tudo isso sai por R$44 um preco juntos porque é realmente bastante coisa.

O combo é impecável, tudo que você come você pensa que é a melhor opção, o suco de laranja e o pão de parmesão são com certeza as melhores coisas e extremamente saborosos. Para completar pedimos um pão da casa na chapa e uma empanada de carne desfiada e uva passa, o pão na chapa é um pouco sem graça e não se sente o sabor da manteiga, mas é bom. Já a empanada, um salva de palmas, ela tem um preço um pouco mais salgado (R$14), mas vale cada centavo, ela esconde o sabor da uva passa e é suculenta e macia, quase perfeita.

Para finalizar pedi um pedaço de bolo de chocolate, que segundo o cardápio é também uma especialidade. O pedaço é realmente grande e acabei não comendo inteiro, mas ele é surreal de bom. A massa super fofa e o recheio é muito saboroso. A padoca é daqueles lugares que você sai triste por não ter conseguido comer tudo que você queria. Com certeza voltaremos para provar outras coisas maravilhosas.

Antes de tecer todos os elogios possíveis, vamos por alguns pingos nos i’s. Não estamos falando de uma padaria comum, que você compra seu pãozinho todo santo dia. Com isso, não espere um lugar tão barato assim. A chance de você gastar o mesmo valor de um almoço, ou um jantar, é bastante considerável. Mesmo assim, a experiência é mágica.

Agora sim, hora de falar só de coisa boa. Menos da fila, fila nunca é uma coisa boa. E ela existe. Ficamos uns 25 minutos aguardando até liberar um dos disputados 24 lugares da casa. O tempo até valeu pra contemplar mais a decoração do local. Com uma pegada bastante rústica, a padaria parece ter saído diretamente de um episódio de Tempero de Família, aquela série culinária do Rodrigo Hilbert.

E isso dá um charme extra ao seu brunch. Ou café da manhã mesmo. Chegamos por volta das 11h, então a fome já era um pouco maior. E com isso, acabamos comendo mais que o normal. Ainda bem.

O cardápio oferece alguns combinados que são uma mão na roda, mas também garante outras tantas delícias individuais, que você pode pedir como se não houvesse amanhã. Começamos – tudo no plural, pois pedimos tudo para os dois, e dividimos entre nós – pelo Café Padoca (R$ 44), uma opção bem completa para um típico café de fim de semana. Além do suco de laranja (espetacularmente gostoso) e um café, o combo traz ovos mexidos com queijo, salada de frutas com iogurte e granola, cesta de pães diversos, geleia, manteiga e requeijão.

Parece muito? E é. Talvez o mais famosinho e convidativo item dessa lista, os ovos mexidos são bem saborosos e entregues no ponto certo. Acabam chegando à mesa cremosos por conta da mistura, e se comidos com as crocantes torradas que acompanham a proteína, a experiência fica ainda melhor. De verdade.

Entre os outros itens da lista, a salada de frutas é uma sobremesa bem natural e leve, boa alternativa pra terminar uma refeição depois de tanta comida. E muito dessa tanta comida acontece por conta dos pães. A cesta oferecida no combinado traz diferentes sabores, como o pão da casa com parmesão, o pão de grãos e o brioche de milho. Dos três, apenas o último fica um degrau abaixo, mas não por algum fator negativo, apenas por não ser tão gostoso quanto os outros dois.

Acha que acabou? Nada. Foi apenas o começo. Pedimos também um pão da casa na chapa com requeijão (R$ 9). Bastante gostoso, mesmo sendo uma escolha mais simples. Se não está com tanta fome assim, pedir um desses junto de um suco pode ser o mais seguro.

E falando em segurança, agora chegamos ao melhor momento dessa nossa experiência: a Empanada de Carne desfiada com uva passa (R$ 14). O preço me assustou um pouco, mas, sinceramente, não liguei depois da primeira mordida. Tanto que até pedimos pra repetir. Que sabor bom tem esse quitute. O salgado de leve da carne, quando se junta com o adocicado das uvas, transforma cada uma das mordidas em algo mágico e especial. Sem dúvida, uma das melhores coisas que já comi neste blog.

Depois de tanta comida, claro que foi obrigatório pedir uma sobremesa. Quer dizer, até veio a salada de frutas no combo, mas deu pra entender. Se a Na pediu um bolo de chocolate, preferi o Crumble de Maçã Verde (R$ 12), uma alternativa mais leve, mas bastante gostosa. Preparada com camadas de lâminas de maçã, a sobremesa joga por cima a farofa crocante que dá nome ao prato, misturando um pouco de doce e um pouco de azedo da fruta. Bem servida, não tive dúvidas da escolha certa que fiz.

Aliás, não tive dúvidas em nenhum momento da nossa visita. Gastamos um bom dinheiro para um café da manhã, mas foi um dinheiro bem gasto. Agora já estamos pensando quando voltar.


Padoca do Maní – Rua Joaquim Antunes, 138 – Jardim Paulistano; Contato: 2579-2410; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s