Bebendo em frente ao mar

Sol, brisa fresquinha, barulho do mar, relaxar na cadeira… Deu saudade, né? Calma, falta pouco pro verão chegar por aí e a gente voltar a aproveitar nossa querida praia. Enquanto isso, já dá pra ir sentindo um pouco do gostinho com uma bebida que te leva pra praia imediatamente. Como cerveja não é a minha praia (com o perdão do trocadilho), o papo de hoje é: Caipirinha! Confesso que essa é uma bebida que nunca falta lá em casa, sendo que a caipirinha do meu pai (aê, seu Orlando) fica famosa entre todos os amigos que provam. Então, bora aproveitar e conhecer um pouco mais desse drink nacional.

A bebida com limão, açúcar, pinga e gelo, ou suas variações, é uma das que mais combinam com o ambiente de praia. Bem feita e bem gelada completa qualquer dia de pé na areia. É difícil garantir a origem da caipirinha original, com limão e pinga, mas muitas informações levam a acreditar que ela surgiu em Piracicaba, no interior do estado de São Paulo, por volta do século 19. O que importa é que a bebida se tornou paixão nacional e ganhou muitas irmãs parecidas: a caipiroska – com vodka -, a caipiríssima – com rum -, a saquerita – com sake -, e outras invenções mais regionais. A preferência muda muito de acordo com o gosto por bebidas mais fortes ou mais doces.

Além da variação da bebida, outro diferencial que tornou a caipirinha mais ligada ao Brasil foi também o uso de frutas típicas na mistura. Os puristas e apaixonados pela versão original já devem estar me xingando, mas é sempre bom variar as opções. Principalmente quando queremos ir para a praia todos os dias! Com adaptações de acordo com as cidades e regiões, as frutas mais comuns utilizadas na bebida são caju, abacaxi, morango, maracujá e kiwi. Para quem quer se aventurar ainda mais, alguns bares e até quiosques nas praias também tem sabores mais exóticos de caipirinhas nativas como cupuaçu, umbu, graviola e cajá. Também dá pra misturar com um pouco de pimenta dedo de moça pra ficar com um toque mais interessante.

Ah, outra alternativa bem gostosa que virou moda há alguns verões é também o caipilé! Essa eu era especialista. Você só precisa combinar um sabor de fruta para a caipirinha com o de um picolé. Faz sua caipirinha normal e depois mergulha o picolé nela. Ele vai derretendo à medida que você toma e fica sempre refrescante! Hmmmmm…

Já deu pra perceber que opções não faltam, né? Seja a original de limão e pinga ou as versões mais criativas, não deixe de aproveitar essa bebida deliciosa e geladinha. Aproveita enquanto ainda está chovendo e vai inventando em casa, depois na hora da praia você já sabe qual a sua preferida! Boa caipirinha e boa praia!


Papo de Praia é escrita por Beatriz Franco, colunista do Comida pra Casal sobre a principal preferência do paulistano durante os feriados: praia. Com o objetivo de provar que se come muito bem perto do mar, a coluna vai abordar todo tipo de relato interessante, na visão de uma caiçara.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s