O que merece medalha até agora?

barra-2016-fastfood

Estamos em agosto, os Jogos Olímpicos estão a mil com tantas e tantas modalidades disputadas. É tanta medalha distribuída nos últimos quinze dias que acabamos nos perguntando: o que merece, até agora, uma medalha de ouro no mundo dos fast-foods? A intenção não é fazer um ranking, tampouco listar as melhores coisas do ano, afinal, estamos ainda no mês oito. Mas de qualquer maneira, vamos olhar com  um carinho maior boas ideias e bons lançamentos neste período.

Pra começar, na modalidade campanha de publicidade, vale uma medalha de ouro pra tradicional ousadia da rivalidade McDonald’s e Burger King. Em março rolou o chamado outdoor da discórdia, com um primeiro vídeo da turma do Ronald. Nele, são instalados duas placas de sinalização no interior da França, indicando os restaurantes mais próximos das duas redes, dando vantagem, claro, ao McDonald’s.

Bem humorado, o Burger King respondeu à altura poucos dias depois, dando uma continuidade ao vídeo. Pra quem imaginava ser difícil conseguir bater a sacada inicial, o Team Whopper parece ter se saído melhor, afinal, não tivemos tréplica.

Já na modalidade inovação, a medalha certamente vai para o BK. Tudo bem, o fato não aconteceu no Brasil, mas quando a ideia é boa, as barreiras geográficas não existem. Em junho, nos Estados Unidos, a rede oficializou mais uma parceria com a Pepsico, dessa vez com a marca de salgadinhos Cheetos. Chamado Mac’n’Cheetos, o quitute nada mais é que um tradicional macarrão com queijo envolto no salgadinho. A novidade, como não poderia deixar de ser, causou por lá, dando uma esperança de que seja lançado um dia no Brasil.

O Burger King leva outra medalha nesses Jogos do Fast-Food, desta vez na modalidade melhor sobremesa. Poderíamos falar dos já conhecidos sabores de Negresco e Sensação, que volta e meia estão no cardápio. Mas, porém, todavia, o mérito aqui é da novidade Torta de Limão. Simples e eficiente, a sobremesa é composta tanto pelo shake quanto pelos sorvetes, em casquinha ou BK Mix. Feita com um creme azedinho, o ponto legal fica para o biscoito moído, fazendo referência à massa da torta.

Outra coisa legal que vale medalha? A mudança na postura, mesmo que ainda em teste, do McDonald’s sobre suas bebidas. Se até o momento o free refil de refrigerante era visto como um grande diferencial do Burger King, as ondas parecem soprar para o lado dos arcos dourados. Por enquanto a ideia é semelhante ao primeiro modelo do Burger King: com seu copo, e seu cupom fiscal, basta ir até o balcão e solicitar uma nova bebida. Enquanto teste é bastante interessante, e se for aplicada em todas as lojas da rede, certamente pode ser considerado um dos momentos mais importantes do ano. Aqui em São Paulo, caso a curiosidade esteja florescendo, alguns endereços disponibilizam o chamado Refil McDonald’s, como na Paulista 810.

Por fim, aquela que pode ser considerada a modalidade mais importante, de melhor novo sanduíche. Como não poderia deixar de ser, ainda que com as ressalvas já comentadas em outro artigo, o Club House, que instaurou um momento mais gourmetizado ao McDonald’s, ganha fácil. Não tanto pelo sabor da carne, mas pela movimentação importante que essa novidade causa no status quo da rede americana.


Fast&Food é escrita por Raphael Diegues, editor do Comida pra Casal, que aborda novidades e dúvidas dos consumidores a respeito das redes de comida rápida espalhadas pela cidade.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s