Wendy’s, no Itaim Bibi

Já estava mais do que na hora de prepararmos um outro especial que reunisse boas, e nem tantas, opções de hambúrgueres por São Paulo. O estopim da vez foi a abertura relâmpago do Wendy’s no Brasil, que ocasionou na criação do primeiro Mês do Hambúrguer. Isso significa que em todo o mês de agosto você só vai encontrar diferentes opções de lanchonetes, em diferentes bairros, com diferentes conceitos. Se você acha que aguenta todo esse tempo olhando, e experimentando, apenas carne, bacon, queijo e salada, vem com a gente, a viagem vai ser muito boa!

chapeu-galeria

E cá estamos nós aqui falando sobre o Wendy’s. Faz pouco tempo que escrevi sobre a chegada da rede ao Brasil aqui, então, pra não soar repetitivo, a ideia hoje é escrever mais sobre a comida mesmo, sem nenhuma análise sobre o mercado da lanchonete. Ou seja, se quiser saber mais sobre as minhas ideias a respeito do possível futuro que a recém-chegada marca pode sofrer, dá uma olhada na coluna que já está com o link.

Mas vamos ao que interessa. Olhando apenas como uma lanchonete, o Wendy’s tem um ar bem moderninho, num bairro descolado e cheio de restaurantes bons. Um casarão bem iluminado de dois andares em plena Juscelino Kubitschek dá o sinal de boas vindas para quem procura um fast-food diferente daqueles que todos estamos acostumados.

Com preços que vão dos 20 aos 30, não é absurdamente caro comer por aqui. Quando se compara com o McDonald’s, ou o Burger King, a diferença acaba não sendo tanta, lembrando que nos três casos o combo é composto pelo lanche, bebida e batatas. A diferença principal entre os três, claro, é como a experiência é vendida. Escolhi o famoso Baconator (R$ 32), feito com duas carnes quadradas, maionese, queijo cheddar e bacon defumado.

Consideravelmente grande, o lanche pode servir os mais famintos, mas pode gerar uma certa frustração em quem estiver experimentando. Bem servido, tem nas carnes quadradas seu principal problema. Precisamos lembrar que, mesmo com toda a perfumaria da versão brasileira do Wendy’s, estamos falando de um fast-food. Gourmetizado, mas um fast-food. E é exatamente no mesmo problema que sofre o McDonald’s que a nova rede padece: a carne. Bastante sem graça, você parece estar comendo um grande lanche sem gosto.

Por ironia do destino, o pequeno Jr. Double Stack(R$ 8) acaba se saindo muito melhor. Mais equilibrado, tem nas finas fatias de carne um problema menor, uma vez que o queijo está mais presente, assim como o gosto dos condimentos. Outro ponto interessante, ainda que o gosto não seja o maior destaque, vai para o Milk-Shake de Banana, bem brasileiro e particular.

No final, se você está em dúvidas sobre fazer, ou não, uma visita, vá. A experiência em comer o hambúrguer quadrado é única, assim como conhecer o cardápio do Wendy’s – mesmo sem a inclusão do tradicional ‘dólar menu’. Mas não vá esperando por uma hamburgueria artesanal, a ideia aqui – bastante esdrúxula – é viajar de classe econômica pagando por primeira classe.

Entre o anúncio da chegada do Wendy’s no Brasil e a abertura da primeira unidade foi algo incrivelmente rápido, não sei se a ideia de esconder até o final foi de propósito ou se tudo realmente andou muito rápido para a abertura de uma das maiores redes de fast food nos EUA. Lá é muito conhecida pelos seus baixos preços e hambúrguer simples, que muitas vezes se destacam em relação ao outros fast foods.

Tanto aqui como lá o cardápio é bem curto e tem poucas opções, que são divididas entre carne e frango. Apesar de me interessar bastante pelas opções de frango, acabei pegando o Bacon Cheeseburguer. O Bacon Cheeseburguer é composto por molho de queijo, molho de mostarda e mel, cebola roxa, tomate, alface, bacon, queijo cheddar e hambúrguer angus. Achei a combinação realmente muito interessante, o combo sai por R$27 com batata e refrigerante.

O lanche tem ingredientes realmente muito interessantes, mas que não são muito bem combinados. Por exemplo, o molho de mostarda e mel é incrível, mas simplesmente não dá para sentir o molho de queijo. Será que precisava de dois molhos diferentes em um só lanche? Mas isso não estraga, só simplesmente não entrega tudo o que você espera. O lanche é bom, mas a carne é um hambúrguer como de qualquer outro fast food.

Escolhi também a batata com cheddar e bacon, que saiu por uns 5/6 reais a mais. A batata é bem gostosa, mas achei o preço um pouco caro pelo tamanho da batata. O atendimento é realmente rápico e bem eficiente, mas a casa não se adapta bem ai modelo fast food por você receber na mesa e nem as hamburgueria gourmets, pela pouca qualidade da carne. Não sei ao certo se o Wendy’s vai dar certo, mas eles estão um pouco perdidos entre as categorias. A visita é bem interessante por ser algo novo e talvez até um novo modelo de lanchonete, quem sabe.


Wendy’s – Avenida Juscelino Kubitschek, 1201 – Itaim Bibi; Sem telefone; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito; Faixa de preços: $.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s