Gelato Borelli, no Jardim Paulista

Pense em uma sorveteria que já fez todo sucesso que poderia, e agora tenta alçar novos horizontes. Essa é basicamente a história da Gelato Borelli, famosa em Ribeirão Preto, e que agora tenta buscar seu pedacinho no sol na capital do estado. Se vai ou não dar certo é muito relativo, mas a começar pelo local escolhido, dá pra dizer que já são muitos pontos a favor. Localizada ao lado do Conjunto Nacional, seria difícil de começar um lugar ainda melhor. Mas como esse não é o único fator que mostra se um lugar é bom, ou não, fizemos uma visita pra saber o que eles têm de melhor. E você pode conhecer tudo agora.

A semana abriu com um pouco mais de sol que a última. Isso já é um bom motivo pra experimentar um bom sorvete, ainda mais se for de um lugar recém-aberto. Acabei conhecendo a Gelato Borelli por acaso, uma vez que a sorveteria abriu bem perto do meu trabalho, e a aglomeração na porta deu o destaque que precisava. Original de Ribeirão Preto, a marca aceitou o risco de competir com nomes mais consolidados aqui em São Paulo pra buscar o sucesso além da cidade no interior.

O esquema da sorveteria não é muito diferente: você pode escolher três variações de potinhos, além da casquinha. Optei pelo maior copinho, que sai por justos R$ 14, valor menos se comparado com alguns concorrentes. Mas quando realmente comparado com esses concorrentes, talvez falte ainda um fator que ressalte a casa, além de sua localização.

Assim como em tantos outros, os sabores revezam a cada semana, e na que visitamos mais da metade era composta por variações de chocolate. Fosse tradicional, amargo, com creme ou alguma outra receita, parece ser um desequilíbrio quando apenas uma dúzia de sabores é oferecida ao cliente. Ter uma diversidade maior poderia ser uma saída legal. Tanto que tive um pouco de dificuldade em escolher meus três sabores. Acabei optando por uma variação de chocolate com laranja, limão siciliano e pistache.

Dos três, o último é aquele que teve mais minha atenção. Bem encorpado, ele não parece aqueles sorvetes de pistache industrializados com gosto estranho. Tem um sabor interessante, e uma textura cremosa que conta pontos. Não que os outros fossem ruins. O de limão é excessivamente azedo, o que pode assustar quem não está acostumado, ou procura por algo mais blasé. E a combinação, original, de chocolate com laranja traz um aroma agradável, mas o sabor não entrega tudo que promete.

No geral, a Gelato Borelli é uma boa adição ao cenário de sorvetes em São Paulo. Precisa fazer alguns poucos ajustes, claro, mas entrega sorvetes gostosos por um preço dentro do aceitável. Um ponto que pode pesar contra é a falta de cadeiras da loja. Por falta de espaço físico, apenas um parklet pode ser utilizado por aqueles que estiverem consumindo no local, algo que pode ser atrapalhado por tardes chuvosas na cidade.

Na Paulista às vezes são tantas informações que muitas delas passam batidas. São tantas que você fica olhando só para o que conhece e não olha para coisas novas. Porém um dia entre tantas informações, encontramos a Borelli em uma pequena casa ao lado do conjunto nacional.

Fomos em um domingo e a paulista estava fechada e por isso a casa estava bem cheia. Como não tem um ambiente para sentar e nem nada, a casa dá uma impressão de fast food de sorvete, você compra paga na hora, escolhe rapidamente os sabores de preferência e sai, ou senta no pouco espaço que a casa disponibiliza na calçada ou vai para algum outro espaço. Optamos por ficar no espaço que a casa oferece e tivemos um pouco de sorte, porque logo depois lotou.

Como uma boa sorveteria italiana as opções de desdobram entre os sabores mais tradicionais e alguns super diferentes que te deixam com a pulga atrás da orelha. A casa oferece três tamanhos, todos podem escolher três sabores diferentes, e dessas vez achei o pequeno, muito pequeno e peguei o médio e com uma água saiu por R$16, o preço é a média em muitas sorveterias. Como vocês sabem, sou bem tradicionais e a muitas vezes não fujo do comum, então peguei chocolate belga, morango e um sorvete de Kinder Ovo.

Sim, sorvete de Kinder Ovo! Eu não sabia se era bom, mas era obvio que eu iria provar porque não teria como ser ruim. O sorvete é feito com chocolate, chocolate branco e muito provável que um pouco mais de leite, a combinação é muito boa e sorvete é muito bem feito,é bom mas assumo que esperava um pouco mais. Já o de chocolate belga, é muito bom, quase perfeito. E para o trio o de morango,é feito sem leite e com certeza foi a melhor escolha dos três, ele é doce e azedinho ao mesmo tempo, ele é leve e comeria um pote inteiro dele. Vá experimente, que você não vai se arrepender.


Gelato Borelli – Rua João Padre Manuel, 37 – Jardim Paulista; Sem contato; Transporte: metrô, ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito, vr; Faixa de preços: $.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s