McGourmet

barra-2016-fastfood

Há mais ou menos quinze dias os aficionados por hambúrguer ficaram um pouco mais felizes com o anúncio da chegada de uma nova linha gourmet feita pelo McDonald’s, chamada Signature. Parte integrante do cardápio em outros países, como Estados Unidos, Inglaterra, Coreia do Sul, França e Alemanha, a linha é um despertar necessário da rede mais famosa do mundo após essa crescente onda de hamburguerias artesanais que ganham força a cada dia, não apenas no Brasil.

Com a intenção de se posicionar num nível acima em relação aos outros lanches, a linha Signature deve apresentar ainda mais uns dois lanches até o final de 2016, além do recém-lançado Club House. E isso é uma suposição, uma vez que o próprio McDonald’s não abriu tal informação. Mas levando em conta cardápios de outros países, a média deve ser mantida.

Esse sopro de inovação, mais do que necessário, se mostra relevante com as últimas atitudes que o McDonald’s vem tomando contra uma crise aparentemente silenciosa, mas que afeta o negócio do Ronald: pessoas estão procurando opções menos industrializadas e mais saudáveis. Claro, a própria empresa nunca iria afirmar isso, pois estrategicamente seria um tiro no pé. Entretanto, as recentes novidades da rede, somadas à montanha-russa que se tornou seu balanço financeiro mostram isso de maneira bem clara, o que é uma ação inteligente e necessária para manutenção da marca.

Mas vamos falar dessa linha Signature e seu Club House. O combo famoso da casa, com fritas e bebida sai por R$ 29 (em média, já que o preço pode variar de acordo com a unidade). Quando seu pedido chega é possível perceber a diferença, uma vez que pela primeira vez você não recebe seu lanche em uma caixinha fechada. Aqui ele fica exposto pra todo mundo ver, com o pão de brioche brilhante se destacando entre Big Macs e McChickens.

Além do pão de brioche, o lanche é composto por duas lâminas de hambúrguer, queijo cheddar suave, cebola caramelizada, tomate, alface crespa, bacon rústico e o bendito molho especial do Big Mac. Bendito? Sim. Imagina você, em uma reunião com tanta gente importante querendo inovar, querendo mostrar para o seu consumidor que você consegue se reinventar. E pensa em tudo direitinho, mas aos 45 do segundo tempo alguém grita no fundo da sala: por que não colocamos uma das características mais conhecidas nossas, e perdemos todo o ar de novidade?

Não sei se foi exatamente assim, mas pelo amor, qual a necessidade de querer transformar o Club House em um Big Mac com grife? Pois vejamos bem: dois hambúrgueres (os dois têm), alface (os dois têm), queijo (os dois têm), molho especial (os dois têm), cebola (os dois têm), picles (ponto pro Big Mac) e um pão com gergelim (outro ponto para o Big Mac).

Segundo o próprio McDonald’s, que respondeu umas perguntas minhas (sim, aparentemente o McDonald’s, não uma pessoa), a inclusão do ingrediente é uma boa combinação. “O molho especial é uma de nossas grandes preciosidades, e escolhemos este item pois acreditamos que a combinação com os demais ingredientes ficou perfeita. Estamos orgulhosos por apresentar um produto novo, mas com o DNA genuíno de uma marca mundialmente conhecida como o Molho Especial do Big Mac”. Se combina ou não vai de cada um, claro. Sabor é muito subjetivo. Mas, de novo: poderiam ter pensado em fazer um lanche realmente novo.

Novo como foi, por exemplo, a linha Angus alguns anos atrás. Com uma suculência pouco vista no McDonald’s, os sanduíches conseguiram conquistar seu espaço no cardápio, mas podem encontrar um futuro turvo pela frente com essa novidade, embora Ronald McDonald’s não pense assim: “O próprio consumidor é quem definirá o quão relevante é a linha Signature para ele, mas é importante ressaltar que nós acreditamos no posicionamento que cada produto entrega em nosso cardápio, atendendo aos diferentes desejos e momentos de nossos clientes. Além disso, a linha Angus é uma plataforma de sucesso que apresenta sanduíches suculentos com uma carne diferenciada, já a Signature vem com um toque mais artesanal. Também vale destacar que apresentamos essa nova linha sem perder a atenção em nossos clássicos, como o Big Mac, o Cheddar e o Quarterão, tão queridos por nossos consumidores. Com inclusão da linha Signature em nosso cardápio, vamos dar uma nova opção para quem já tem seu sanduíche clássico favorito, e também atrair o consumidor que busca novidades no mercado de hambúrgueres”.

Ah, e pra não deixar de opinar também sobre o gosto do lanche, o pão de brioche é a melhor coisa que o McDonald’s trouxe em muito tempo para o Brasil. O bacon rústico também ganha muitos pontos. Mas todo o resto acaba pecando um pouco. A carne é seca e sem gosto, lembrando muito a carne dos outros lanches. Poderíamos aqui ter algo novo também, como na linha Angus. Mas como já disse, o lançamento da linha já é algo bom para o McDonald’s, e para o consumidor de hambúrguer em geral. Novos sanduíches devem aparecer em breve, e esperamos que com combinações mais legais.

*OBS: Eu realmente procurei o McDonald’s para tirar uma dúvidas, e as respostas foram enviadas, mas sem a assinatura de nenhum porta-voz. E não, não foi o Ronald que me respondeu.


Fast&Food é escrita por Raphael Diegues, editor do Comida pra Casal, que aborda novidades e dúvidas dos consumidores a respeito das redes de comida rápida espalhadas pela cidade.

Anúncios

Um comentário sobre “McGourmet

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s