Santa Coxinha, na Vila Prudente

Fazia tempo que a gente não comia coxinha. A última vez foi aquela sensacional do Honey Café, um achado incrível no meio da Lapa. E depois dessa resolvemos explorar mais as opções e tentar encontrar outros bons lugares com o quitute brasileiro. E não é que achamos? Uma lanchonete especializada só em coxinhas, aberta desde muito tempo atrás. Bem conhecida ali na Vila Prudente, a Santa Coxinha trabalha não só com a receita de frango, mas muit, muito recheio diferente. Até coxinha doce tem no cardápio, e por isso fomos conhecer melhor o que a casa tem pra oferecer.

chapeu-galeria

Coxinha, fazia muito tempo que não íamos comer uma coxinha né, então voltamos com tudo. Dessa vez resolvemos ir em um lugar especial e específico de coxinha, coisa que eu realmente não tem muito na cidade e eu acredito que se tivesse mais disso seria muito legal , afinal tudo que é especializado acaba se tornando melhor do que um lugar que simples vende outras milhares de coisas.

A Santa Coxinha fica em um lugar super bacana na Vila Prudente, é uma vizinhança muito agradável. Imaginei que lá seria um espaço pequeno e que não chamava muito atenção, mas não é nada disso. O espaço é bem amplo e chamam bastante atenção, é muito legal e chamativo. Sentamos em uma mesa e rapidamente uma garçonete deixou o cardápio para escolhermos, e quando vi o cardápio assustei. Era muita opção, não só de coxinha como empada, lanches de todos os tipos e até mesmo refrigerante, eram muitas opções de todos os tipos. Como já tinha almoçado resolvi não exagerar e comer milhares, mas a vontade era de comer mais.

Na verdade queria comer todas, mas não era possível né? Então escolhi três sabores, Marguerita, Pepperoni com Cream Cheese e a tradicional de Frango. Vou começar pela última, com certeza não é a melhor coxinha que já comi e não chega nem perto disso, ela é bem seca e o frango é desfiado, nada demais, mas ao menos ela é saborosa. Agora as minha outra opções sim valeram a pena: a de pepperoni com cream cheese era simplesmente sensacional, eu acho que comeria um caminhão daquela coxinha que tinha um sabor fora do comum, já a de marguerita era um pouco oleosa, mas nada que atrapalhasse no sabor, era bastante queijo com um toque de tomate que fazia toda a diferença.

O que eu achei mais legal do restaurante é que você não gasta muito e come bem, e tem opção para todos os gostos. Mesmo que você não goste de coxinha ou fritura, você tem opção de lanches ou salgados menos pesado. Além claro que ter alguns sabores de coxinha super diferentes e um lanche SUPER famoso de 2.5kg, não sei se isso é fisicamente comível, mas quem sabem um dia não voltamos lá para descobrir?

Gente, como eu gosto de coxinha. Já passei por quase todos os lugares da cidade que vendem o salgado, e vou falar, tem muito lugar que surpreende de alguma maneira. O que chamou atenção da Santa Coxinha, sem dúvida, foi a variedade de opções que a casa serve. E os preços, claro. Cada coxinha custa em média R$ 6, preço justo pelo tamanho dela, e também pelo tipo de recheio.

Mas antes de falar das coxinhas, vamos falar do lugar. A lanchonete fica em uma aconchegante pracinha na Vila Prudente, bem com cara de cidade do interior. Seu ambiente é grande, e serve como pano de fundo pra um lanche despretensioso num fim de semana. Não espere nada muito requintado, pois essa não é a proposta do local. Além das inúmeras coxinhas, o cardápio oferece também muitos tipos de sanduíches, pratos e tudo que uma lanchonete precisa ter. Legal também a variedade dos refrigerantes disponíveis na geladeira: Dr. Pepper, A&W, Cherry Coke, sem esquecer do que existe de melhor no Brasil, como a boa e velha Jesus, ou as tubaínas da vida.

E as coxinhas? Grande variedade? Como funciona isso?

Pois bem. São cerca de 40 tipos diferentes, que vão desde o tradicional Frango com Catupiry (R$ 4,90) até umas receitas bem diferentes, como a de Pato com Molho de Laranja (R$ 6,90). Pedi as duas – e outras mais – e já digo de antemão: a de frango é a mais simples, lembra bem uma coxinha de festa. O frango é desfiado, não cremoso, e a massa é gostosa. O catupiry talvez ajudasse a quebrar a secura, mas, infelizmente, meu pedido veio errado, e precisei me contentar apenas com a simples. Já a de pato é bem gostosa. A carne é bem forte, como o pato costuma ser, e o molho de laranja ajuda a equilibrar o sabor.

Além delas escolhi a sensacional coxinha de Costela no Bafo (R$ 5,90), sem dúvida a melhor do dia. Cremosa, molhadinha, e com um sabor salgadinho sem ser demais. A manteiga pouco aparece, mas o suficiente pra ressaltar a carne do quitute. Pra acabar as salgadas, pedi uma Coxa Creme sem Osso (R$ 7,90). Reações? Boa, especialmente por não ter osso. Mas senti alguns nervos do frango, que poderiam ser evitados com uma limpeza mais acurada. Entretanto, o sabor é ótimo.

Depois de tanta coxinha, ainda guardei um espaço especial para as doces. No geral, achei a pegada um pouco cara. Elas são servidas apenas em mini porções, onde quatro delas custam R$ 10, e oito R$ 20. Achei caro, de verdade. Escolhi a de Paçoquinha, que é feita com o creme de amendoim homônimo. A massa de batata naturalmente contrasta um pouco com o recheio. No caso, o creme de amendoim não é tão doce, e a responsabilidade fica com o açúcar e a canela do lado externo. Boa? Até é. Pediria de novo? Provavelmente não.


Santa Coxinha – Praça República Lituana, 73 – Vila Prudente; Contato: 2345-4249; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito, vr; Faixa de preços: $.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s