Mistinguett, em Pinheiros

Um dos nomes mais antigos na cidade quando a gente fala em restaurantes, certamente o Mistinguett é o lugar que muita gente lembra quando pensa em pizza frita. Aberta no começo da década de 1980, a casa homenageia a homônima cantora francesa que fez sucesso muito, mas muito tempo atrás. Conhecida por ter as pernas mais bonitas do mundo e se apresentar nas casas mais famosas de Paris, sua história teve muitas ligações com o Brasil, tanto que até ganhou algumas homenagens. Mas não estamos aqui pra falar de história, nem de música, não é? Então bora falar de pizza frita!

chapeu-galeria

Sempre quis entrar no Mistinguett. Sabia de sua reputação como um dos mais antigos lugares que vendia pizza frita em São Paulo, e eu gosto de pizza frita. Fomos visitar a casa na última semana, e continuo gostando, cada vez, mais desse prato super light. Ironias à parte (na questão do light, não da pizza ser boa), é impressionante o tamanho das pizzas servidas no restaurante. Em um primeiro momento achei caro o valor das individuais, mas dependendo da fome de cada um, é possível dividir o tamanho menor pra um casal com facilidades. Pena que o casal em questão era nós, então pedimos uma pra cada.

 Pedi a Mistinguett (R$ 44), que leva o nome do estabelecimento e traz uma receita que vai deixar qualquer fã de camarão feliz. Feita com o fruto do mar, muçarela, parmesão e cebola, ela combina de cara, só pelo enunciado do cardápio. Enquanto os dois primeiros ingredientes dão forma à pizza, o queijo mais forte da o tom no sabor. E que sabor bom, vou te falar.

Fartura é um sinônimo corriqueiro por aqui, com muito de tudo, inclusive camarão. A massa mesmo é bem grande e bem feita, crocante e sequinha, que não vai te deixar ingerir todo aquele óleo da fritura. E o grande diferencial dessa pizza, comparando com algumas parecidas, é a inclusão do molho de tomate. Ele não deixa a pizza seca, e ajuda no sabor, uma vez que tem seu sabor realçado.

Ainda que com tantos elogios, guardei um espaço pra uma dúvida sobre o nome do local. Mistinguett era uma cantora francesa, acostumada com a alta sociedade e tudo mais. Por isso, quando você entra em um restaurante que leva seu nome dá pra esperar um ambiente com uma decoração mais delicada, levando uns toques daquele estilo provençal, que é aquele francesinho bonitinho que todo mundo acha bonito e fofo. Só que não é o que acontece, e você encontra um salão que vai te lembrar mais uma casa de praia que qualquer outra coisa.

Acho que todo mundo já passou na porta do Mistinguett pelo menos uma vez, é em um lugar super fácil de achar mas nem tanto se chegar se você vai de transporte público, mas isso também não é uma coisa ruim. O restaurante por fora chama a atenção por causa do seu letreiro brilhante e faz você querer entrar para conhecer, mas por dentro é uma decepção. A casa tem mais de 30 anos de tradição e acho que esses mesmo anos que não passa por uma reforma.

Os meus pais falaram que na época deles lá era um point, onde muitas pessoas iam se encontrar e era muito cheio. Por isso acredito que eles precisam fazer uma reforma no ambiente urgente, tive a sensação de estar em um boteco, nada contra os botecos, mas realmente não era o que eu esperava de lá. Mesmo assim resolvi esperar a comida para fazer um julgamento mais rigoroso.

No cardápio é predominante a pizza frita, que é carro chef da casa, mas você consegue encontrar alguns outros pratos interessantes para um happy hour. Pedi o sabor Margherita (R$ 31), que é exatamente igual ao da pizza, muçarela, tomate e manjericão. Mais uma vez optei pelo tradicional, mas admito que fiquei com vontade pela foto que estava no cardápio que era desse sabor. No cardápio você vê dois tamanhos, individual e para duas pessoas, o preço não varia muito de uma para outra, e na minha opinião a individual vale mais a pena.

Acredito que vocês consigam ver o tamanho dela na foto mas se não deu para ter noção, quando chegou achei que eles tinham errado de tamanho. É muito grande e vem bastante recheio, fiquei até na duvida se aguentaria comer aquilo sozinha (consegui haha), caso você não coma muito e seu namorado/a também não peça uma individual para dividir dá para comer e ficar satisfeito tranquilamente.

Agora vamos falar na comida mesmo, o recheio que escolhi é tradicional e difícil de errar, mas lá eles preparam com perfeição, é cheio de sabor, o manjericão não é forte demais, o tomate é fresco. Mas o que pude notar tanto na minha escolha como na do Rapha, foi que , o que faz aquelas pizzas ter um sabor incomum é o molho produzido na casa. Ele dá um gosto forte na pizza que deixa ela úmida no ponto certo, é uma combinação perfeita para todos os recheios. E ao contrario de outras casas que provei, a massa é un ponto diferencial, ela é mais perto da massa de pizza mesmo do que da massa de pastel que você encontra em alguns lugares.


Mistinguett – Rua Henrique Schaumann, 679 – Pinheiros; Contato: 3064-1499; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito, vr; Faixa de preços: $.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s