La Maison est Tombée, no Itaim Bibi

Um pouco de humor sempre é bom, na vida de todo mundo. Ainda mais nesse mundo que a gente está vivendo. Por isso, o La Maison est Tombée acaba sendo uma ótima opção pra quem pretende relaxar depois de um dia cheio de estresse e preocupações no trabalho. Localizado no Itaim Bibi, o bar, que em português se chamaria algo como ‘a casa caiu’, leva uma temática francesa e muitas, mas muitas piadas na parede que fazem referência ao nome do estabelecimento. Entre porções famosas e drinques próprios, acaba sendo point de muita gente que trabalha nas redondezas, não sendo difícil encontra-lo cheio. Mas calma, não se preocupe, a gente vai dar umas dicas pra você não deixar de visitar o local.

chapeu-galeria

La Maison est Tombée, sim é um nome difícil e tenho certeza que eu não falo certo. Mas só assim, não é um restaurante francês cheio de frescura e sim um belo bar. Um bar daqueles que você pensa: “nossa vai ser tudo caro e não vou comer e nem beber nada”, mas também não é assim. Fomos em um domingo durante o jogo, e percebi que esse não é o foco do bar, ao longo da noite o bar foi enchendo e por volta das 19h foi o ápice, onde uma banda começou a cantar e o bar realmente ficou cheio de gente. Uma banda muito boa por sinal, deixa o ambiente ainda mais agradável.

Mas vamos pelo começo, quando chegamos não era nem hora do almoço e nem jantar, era meio da tarde e tinha apenas uma mesa ocupada. Resistimos no começo a pedir comida, mas depois de alguns chopps muito bem tirados começamos a escolher o que íamos comer. Estávamos com uma amigo então pensamos em pedir duas porções, afinal, combina muito bem com chopp né? O garçom nos ajudou nas escolhas e falou que a porção de pão de queijo recheado com ragu de pernil de porco. Pedimos essa e uma porção de pastel dos sabores, carne, queijo e camarão.

Antes de chegar o seu prato a casa oferece uma porção de pipoca por conta da casa, Uma porção de pipoca tradicional muito boa para matar o tempo, ela é normal não tem muito o que falar na verdade. Depois vieram as porções, a de pastel achei um pouco pequena, acho que tinha três de cada e a de pão de queijo era normal porque eles são bem grandes e recheados. Os pasteis eram BEM secos, na verdade mal parecia fritos e vieram quentinhos, eles também tinha muito sabor mas era pastéis então não fugiam muito do padrão.

Já a porção de pão de queijo foi a estrela da noite, realmente não imaginava que seria TÃO bom, o recheio é muito bom, completo de sabor e pedaços do pernil, de verdade algum muito saboroso. O recheio perfeito com o pão de queijo super bem feito é realmente muito gostoso, ele fica crocante só de pensar dá vontade de ir lá novamente. E pedimos porque o garçom nos sugeriu essa porção, e por sinal fomos muito bem atendidos pelo garçom que estava com a nossa mesa. O ambiente do bar é super diferente e muito legal, uma decoração e clima diferente da maior parte dos bares que costumamos ir.

Quando você entra no salão do bar, propositalmente com um ar mais soturno, luz baixa e neons pelas paredes, fica difícil não notar nas piadas de cunho político e econômico que o La Maison est Tombée faz. Desde o príncipe Charles e sua nova mulher, passando pelas recentes atuações do futebol brasileiro, e claro, os escândalos políticos da nossa capital. Tudo é lembrado pelos quadrinhos pregados na casa. Todavia, não estamos falando de um show de humor, mas de um bar, não? Então o que realmente importa por aqui é saber se a comida é gostosa, se vale a pena fazer uma visita, e se isso não vai destruir as carteiras alheias.

Primeiro de tudo: que ação simpática a da casa em distribuir uma porção grátis de pipoca na mesa. Pode parecer pouco, mas é um grande diferencial uma vez que tem gente que cobra até pra respirar por aí. E até abre seu apetite, fazendo pedir outras várias porções. Pelo menos foi o que aconteceu com a gente. Nem estávamos com fome nem nada, entretanto, acabamos pedindo duas, além da cerveja de sempre. A primeira foi uma porção de Pastéis (R$ 35), escolhida de acordo com a preferência do cliente: queijo, carne, camarão, ou variados. Preferimos a última opção, é claro, e posso dizer, o de queijo é facilmente o melhor. Ele é bem recheado e derretido, daquele tipo que dá vontade de comer, e não quando o queijo fica frio e duro, com aspecto de massa.

Só que guardamos o melhor para o final. Pedimos um dos sucessos da casa, o Pain au Fromage (R$ 35) que nada mais é que uma porção de fartos pães de queijo com recheio de ragu de pernil. E se parece bom lendo, comendo é ainda melhor. O pão de queijo em si é bastante saboroso e fresco, sem ser daquele tipo duro e massudo; enquanto o ragu é bem executado. A pimenta usada na receita dá um toque bem leve de picancia, que não incomoda os menos fãs do ingrediente, e a carne é salgada na medida certa. Resumindo a ópera toda, é a pedida certeira pra quem está procurando algo pra comer entre um chopp e outro.

Só que nem tudo são flores né. O único ponto que peca na conta toda é a confusão do cardápio. Nem em português, nem em francês. O menu é escrito numa mistura das duas línguas, que acaba confundindo o freguês. Na verdade, o melhor mesmo seria usar o bom e velho português, uma vez que nem todo mundo entende com facilidade o idioma de Napoleão. Já que isso não acontece, não se importe em pedir ajuda para o garçom da mesa.


La Maison est Tombée – Rua Jerônimo da Veiga, 358 – Itaim Bibi; Contato: 3071-2926; Transporte: ônibus, táxi; Pagamento: débito, crédito, vr; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s