Czechvar, da Budweiser Budvar

coluna-temumaale-2015

Começarei com uma comparação injusta esta semana. A República Tcheca tem mais ou menos 78 mil quilômetros quadrados de extensão, enquanto o Brasil tem pouco mais: 8 milhões. Vamos ajudar os europeus, o estado de São Paulo tem 228 mil quilômetros quadrados (ainda assim, é mais do triplo do tamanho) e aproximadamente 44 milhões de habitantes, enquanto são apenas 10 milhões de tchecos. Agora, por que começar um texto gastronômico, sobre cerveja, com dados demográficos? Porque, meu caro leitor, quando falamos em cerveja (principalmente em lagers e pilsners) a República Tcheca dá um banho – de mosto – no nosso país tropical.

Muito devido à cidade de Pilsen (Plzen, mas esse alfabeto nem faz sentido), cuja água natural beira a perfeição em termos de limpidez, a República Tcheca é uma das principais escolas cervejeiras do mundo (como eu disse no texto da Colorado Appia, é uma das três “iniciais”) e tem o maior consumo per capita do planeta, com aproximadamente 144 litros de cerveja ao ano para cada habitante (no Brasil são 62 litros segundo pesquisa do Sebrae, em 2014).

Além disso, em seus apenas 78 mil km², existem 150 cervejarias. Supostamente foram criadas lá as primeiras pilsners e lagers, como a Pilsner Urquell, a Gambrinus e a Staropramen, todas campeãs de venda no mundo todo – só na capital Praga são sete cervejarias (ou pivovar, em Tcheco). Para os tchecos, a qualidade da cerveja é medida na escala “Balling”, em que a densidade do malte é medida em graus, e define os etilos de acordo com o grau de densidade. Por exemplo: até 8 graus eles chamam de “lebké” (crânio), de 8 a 10 “výčepni” (garçom ou draught, mesmo que seja engarrafada), de 11 a 12 “ležák” (lager ou chope), e acima disso “speciál”.

Para os que conhecem melhor a cultura cervejeira tcheca, com certeza sentiram a falta da tcheca mais vendida no mundo e na República Tcheca: A blonde lager Czechvar, da cervejaria Budweiser Budvar. O nome Czechvar é uma mistura de duas palavras, Czech (tcheco) e pivovar (cervejaria), e foi escolhido por moradores da cidade de České Budějovice, no ano de 1895. Essa com certeza é a melhor lager que eu já tomei (gosto muito de Heineken, mas não tanto quanto). Tomei pela primeira vez já há algum tempo, talvez uns 4, quando comecei a me interessar por cervejas “de verdade” e mal sabia eu que tinha escolhido uma das melhores logo de cara.

Observando o copo se vê uma espuma alta, não muito densa e uma cor dourada reluzente, cristalina. Em questão de aromas, fiquei impressionado com a explosão de malte nas minhas narinas assim que abri a garrafa (lagers não fogem muito do cheiro de malte). Na boca, além da sensação maravilhosa que as cervejas trazem (é por isso que eu bebo), uma carbonatação média/alta, baixo teor alcoólico (5,0%), um amargor equilibrado (pendendo para leve), e um sabor de malte excepcional. Se estiver afim de experimentar um bom malte, com certeza a Czechvar é a sua cerveja, o jeito como os produtores priorizam o malte chega a ser emocionante, já que o gosto é digno de Oscar.

Essa é uma daquelas cervejas que, para mim, combina com tudo. Muito dessa sensação é porque sou brasileiro e vivo em clima quente, assim, as cervejas que não tem um gosto tão doce e são refrescantes tendem a ser mais palatáveis. Porém, imagino que um hambúrguer, frango e batata, são bons acompanhamentos. Na garrafa de 600ml paguei R$13,90, mas, assim como as outras cinco, vale totalmente a pena. Para quem ainda é inocente e não gosta de cerveja, sugiro não começar por Stella Artois, Heineken ou Budweiser e sim pela Czechvar. Por mais que as três sejam boas (não gosto da “Bud”), a produção delas no Brasil não representa seu sabor original: na Bélgica e na Holanda são duas boas cervejas, talvez incomparáveis às disponíveis lá, mas são boas cervejas (e eu continuo não gostando da americana Budweiser).


Tem uma Ale na minha Weiss é escrita por Otavio Corsini, colunista do Comida pra Casal, que fala sobre aquilo que todo mundo gosta: cerveja. Seja importada, nacional, artesanal ou daquelas que você acha no supermercado mesmo.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s