Old Speckled Hen, da Morland

coluna-temumaale-2015

Engraçado pensar que já é a quinta – QUINTA – vez que eu estou aqui sentado na frente do meu computador com a minha taça de degustação e uma cerveja deliciosa, bem reservada e servida (se não sirvo bem a mim mesmo, imagina para os outros), tudo para escrever mais um texto dessa sequência. Como eu adoro esses momentos. Hoje eu continuo a série “deguste você mesmo” com o segundo texto sobre as sensações de boca – que são as mais importantes na minha opinião – trazendo a relação língua/sabor.

Por mais que seja uma discussão sem resposta completa, imagino que seja um bom assunto para falar sobre. As papilas gustativas estão, na minha opinião, entre as dez partes mais importantes do corpo (acho que coração, pulmões e cérebro devem ser mais importantes. Mas também não é uma certeza), e fazem da degustação e da harmonização de uma cerveja simplesmente possível. O mais conhecido é que a língua divide o trabalho de sentir os sabores em setores: a ponta percebe o sabor doce (por isso, normalmente, é o primeiro a ser sentido), as laterais percebem o azedo e o salgado e o fim da língua o amargor (é um dos motivos de o retrogosto vir carregado com o gosto do lúpulo, que é sempre amargo). Assim, quando se degusta uma lager se sente mais as laterais da lingua, um gosto salgado que se mantém por um tempo médio.

Quando se degusta uma belga (golden ale, ou trapista) se sente primeiro o gosto doce, que não dura muito. E por fim, quando se degusta uma porter ou uma stout (cervejas pretas, com o malte mais torrado) ou as ales e bitters percebe-se muito mais o fim da lingua por uim tempo razoável, ainda mais se considerarmos o retrogosto. Bônus: são poucos os que sabem, mas existe ainda um quinto sabor, muito difícil de ser caracterizado mas fácil de ser encontrado e que satisfaz ao mesmo tempo que incomoda, o umami. O umami é encontrado normalmente no molho de soja, no tomate maduro e no repolho em conserva e é sentido por toda a língua. É por isso um dos sabores mais explícitos quando aparece em cervejas (se experimentarem a Petroleum, da Wäls, podem sentir um pouco do umami, mas nem eu entendo muito bem).

Lembro de ter dito, no texto da Punk IPA, da Brewdog, que era uma das minhas cervejas preferidas. A de hoje também. Nesta semana eu nem escolhi a cerveja, como presente de aniversário eu ganhei uma Old Speckled Hen, da cervejaria Morland , da Inglaterra (que também conta com a Old Crafty Hen e a Old Golden Hen). A Old Speckled é um Red Ale clássica e foi feita pela primeira vez para comemorar o aniversário de 50 anos da montadora General Motors, em 1958. Nas impressões de copo já se vê a verdadeira cor âmbar, bem cristalina. Isso é ambar! A espuma é consistente, densa, muito aromática. Daquelas que deixam meu bigode branco. Os aromas são bem “ale”: o malte torrado, frutados e florais bem sutis. Mas para mim, o que conquista mesmo nessa cerveja é o sabor. Além de ser uma Red Ale, com o sabor do lúpulo acentuado, ela é uma cerveja leve, refrescante até certo ponto (o que alguns chamariam de aguado) e com o sabor do malte torrado, identificado pelas laterais e fim da língua, bem equilibrado.

Não é uma imperial stout mas também não é pilsen. Preferia não dar exemplo de harmonização, pois para mim combina com tudo, já que eu adoro a cerveja. Mas por efeito de registro, imagino que carnes vermelhas assadas, talvez um mignon e queijos. Pela leveza, os queijos mais gordurosos como gorgonzola e gouda são plausíveis.

Pela lata de meio litro eu paguei R$14,99, um preço muito bom para esse tipo de cerveja. Porém comprei na internet , em um site milagroso, o Cerveja Store. Recomendaria a Old Speckled Hen a todos que apreciam uma cerveja mais elaborada, já que não é uma cerveja difícil de ser tomada. Ela tem um retrogosto gostoso e equilibrado, é leve, refrescante e ainda assim mantém as características de uma red ale (sabor de malte torrado e lúpulo).


Tem uma Ale na minha Weiss é escrita por Otavio Corsini, colunista do Comida pra Casal, que fala sobre aquilo que todo mundo gosta: cerveja. Seja importada, nacional, artesanal ou daquelas que você acha no supermercado mesmo.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s