Tem salada nesse hambúrguer?

coluna-fastfood-2015

O mundo já não é o mesmo de antes. Os consumidores pensam diferente, têm outras prioridades e procuram por produtos e serviços que estejam melhor alinhados com essa nova maneira de ser. E como isso reflete no mercado? Reestruturação e adaptação. É só ver o caso atual do McDonald’s, que mandou embora o antigo CEO, Don Thompson, pela queda desenfreada de vendas nas mais de 30 mil lojas espalhadas pelo mundo. E qual o motivo de dessa quenda de venda? Desinteresse do consumidor. Não é de desconhecimento geral que existe uma tendência em procurar alimentos que sejam mais saudáveis. Tanto que já é possível notar uma certa mudança no cardápio da rede de arcos dourados. E não só eles, todos os grandes nomes do fast-food começam a olhar com outros olhos essa tal de comida saudável.

No próprio McDonald’s o cardápio parece já um pouco menos pesado, com sanduíches com frango grelhado e uma porção de saladas. E as mudanças podem ser até um pouco mais radicais. Por exemplo nos Estados Unidos, onde os executivos, extra-oficialmente, já consideram a inclusão de ingredientes antes inimagináveis no cardápio, como couve. O vegetal está na moda por lá, e a rede quer se aproveitar disso pra colocar o ingrediente em seus lanches e bebidas. E essa nova diretriz não é exclusiva da casa do Big Mac.

Do outro lado da rua, o dono dos Whoppers também começa a se preocupar na qualidade de sua comida. Primeiro foi a retirada dos refrigerantes dos combos voltados para crianças, substituído por sucos e leite desnatado. Se isso vai ser o suficiente, ninguém sabe. Mas ao menos já existe uma salada no cardápio, e recentemente até incluiram o chá gelado entre as opções naquele santo free refil deles. E olha, daria pra ficar o dia inteiro listando as mudanças feitas por essas e outras redes, mas dá pra entender a preocupação deles com seus clientes.

Mas porque isso? Por que no final das contas, o que importa é o cliente ir à lanchonete, gostar do cardápio e manter o faturamento das empresas. Tanto que novas marcas começam a surgir nos shoppings do Brasil afora, que priorizam ingredientes naturais, ou ao menos, mais saudáveis. Uma das principais é a Wraps, que oferece desde os wraps propriamente ditos e saladas, até sanduíches consideravelmente mais lights que àqueles vistos nas hamburguerias tradicionais. Ingredientes como linhaça, hamburguer light e muçarela de búfala são comuns nos lanches, assim como na Seletti, concorrente direto que também se especializa em comida saudável. Hambúrguer de salmão e até um outro vegetariano, feito com girassol e legumes, estão disponíveis pra quem quiser.

Outro nome relevante nesse cenário é a Salad Creations, que como o nome diz, vende salada. E embora salada tenha um certo preconceito por quem gosta de fast-food, as combinações podem surpreender. Uma pena que o cardápio esteja em constante mudança, que pode confundir os que começam a procurar mais esse tipo de alimento. Mas no fim, o que importa é saber que o conceito de comida rápida passa por mudanças, e não estranhemos se em breve o McDonald’s traga um sanduíche vegetariano, ou com hambúrguer de salmão.


Fast&Food é escrita por Raphael Diegues, editor do Comida pra Casal, que aborda novidades e dúvidas dos consumidores a respeito das redes de comida rápida espalhadas pela cidade.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s