Irori, no Jardim Paulista

barra-estabelecimentofechado

De repente você se descobre que hoje é seu aniversário de namoro, e até agora nada foi planejado. Não se preocupe, essas coisas (não deveriam, mas) acontecem. Se o casal é fã de um bom sashimi e se importa apenas com boa comida, é bom você continuar lendo, pois talvez o Irori seja a sua salvação. Enquanto os restaurantes mais famosos enchem suas portas com filas enormes de pessoas que estão lá muito mais pelo status, surgem opções mais modestas, inclusive no bolso, mas que agradam da mesma maneira, ou até mais. Com uma comida gostosa e um atendimento cortês, continue lendo pra saber mais sobre um dos mais recentes achados de São Paulo.

É engraçado como o tempo passa e continuamos a nos surpreender com a quantidade de gratas surpresas que encontramos por São Paulo. A mais recente, sem sombra de dúvida, foi essa casa que achamos na pressa e na correria, em pleno Jardim Paulista. Não esperava muito do lugar, mas acabei sendo pego de surpresa por tamanha qualidade da comida e do atendimento. E claro, sem contar o preço. O jantar normalmente custa consideráveis R$ 62,90, entretanto, como este é mais um desses restaurantes que encontra no Grubster uma maneira – acertada, diga-se de passagem – de atrair mais público, o valor caiu para R$ 44. Bem em conta, se você considera o bairro, a comida e tudo mais.

O que surpreendeu também foi a falta de clientes quando chegamos ao restaurante. Fora nossa mesa, acredito que o Irori contava no momento com mais outras duas. Um pouco abaixo do esperado, caso consideremos sexta-feira a noite um dos principais horários pra encher a casa de clientes. Mas com o tempo o pessoal foi chegando, então possivelmente foi tudo coisa da minha cabeça. Ainda bem, pois ficaria bem triste em descobrir que o restaurante fechou as portas, e não vamos poder voltar lá.

Com menos gente no salão, mais gente pra atender a nossa mesa. Pedimos, claro, o rodízio completo da casa, e pouco tempo depois a maior parte das coisas já estava à mesa. E preciso dizer, essa foi a primeira vez que comemos exatamente tudo que chegou, inclusive todos os tipos sushis, uramakis e afins, até aqueles que ninguém toca, sabe? A comida em geral é acima da média, bem preparada e com sabor de verdade. A parte quente do cardápio é gostosa, com destaque para o Hot Roll e a Guioza, ambos fresquinhos e quentinhos. O Teppanyaki de Anchovas também consegue se sobressair.

Mas é a parte fria que consegue ser o carro chefe da casa. Do Salmão Selado aos Salmon Crispy, do Joy até o Uramaki, não existe um que você não queira comer, e não tenha o prazer de repetir logo depois. Até mesmo os Temakis, que em minha opinião ficam devendo um pouco, não atrapalham a boa experiência gastronômica que o Irori te propõe. Ainda mais por ser tudo bem simples, com um quê de Japão, cheio de bancos de palha, mesas baixas e tatames. Ou seja, dá pra ir com a família toda até mesmo sozinho. Mas se tiver que escolher, recomendo uma boa companhia, e um bom saquê.

Japonês é a minha comida preferida, daquela que eu poderia comer todos os dias sem o menor problema, e que nunca iria enjoar. Às vezes o Rapha até reclama, porque eu só quero comer japa, sempre quando ele me pergunta. Mas até que dessa vez não foi tão difícil convencer ele. Achamos o restaurante no Grubster, pelas fotos parecia um lugar interessante, então rumamos ao Jardim Paulista.

As fotos que vimos mostravam um ambiente diferente dos quais estávamos acostumados, com um ar mais tradicional japonês. E é de fato. Ficamos até surpresos quando entramos, pois o salão é todo feito em bambu, algumas mesas com tatames altos, outras normais, e no meio de tudo fica um lago, cheio de carpas e pedras, formando uma combinação prazerosa durante o jantar. Sentamos em um tatame alto, já que havia poucas pessoas no restaurante. E observando como as coisas funcionam, dá pra perceber que durante o dia o esquema é diferente, com um grande bufê encostado, possivelmente para o almoço, já que nessa hora as pessoas têm menos tempo disponível.

Antes de falar da comida é bom lembrar que todos os garçons que nos serviram eram extremamente educados e atenciosos, sempre nos perguntando se queríamos mais alguma coisa. As entradas eram muito boas, mas o que chamou mais a nossa atenção foi a guioza, que tinha um sabor muito bom. Já o hot roll, que chegou muito rápido à mesa, talvez seja o melhor que experimentamos nos últimos japoneses que fomos. Super crocante, quentinho e recheado – não só com arroz. Até pedi algumas repetições, e fui me surpreendendo novamente.

Todos os pratos chegaram rápido, e pouco menos de dez minutos surgiu o combinado. A principal característica é o frescor dos peixes, que deixa a textura melhor e o sabor então, nem se fala. E em pouco tempo tudo acabou, não sobrou nada em nenhum prato. Isso talvez seja o maior indicativo de que um lugar é bom, quando tudo que você pede você come, e come tudo.


Irori – Alameda Jaú, 487 – Jardim Paulista; Contato: 3569-1390; Transporte: metrô, ônibus, táxi; Pagamento: crédito, débito, vr; Faixa de preços: $$.
Anúncios

Um comentário sobre “Irori, no Jardim Paulista

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s