Há vida além da América

coluna-fastfood-2015

Sejamos honestos. Quando alguém pensa em fast-food, o que vem rapidamente a cabeça? Aqueles restaurantes de sempre, que vendem sanduíches e tem como ponto comum sua origem: os Estados Unidos. O termo fast-food está intimamente ligado com a cultura gastronômica do povo norte-americano, uma vez que, claro, as principais representantes são daquelas bandas. Você consegue encontrar um McDonald’s, por exemplo, em qualquer canto do mundo. Muito além de vender Big Macs, eles são um suspiro pra quem viaja para o exterior e tem dificuldade com culinárias locais. Afinal, o cardápio é o mesmo, e o sabor também. Mas, nem só de Estados Unidos vive o mundo dos fast-food. Sabia que na Ásia existem representantes incrivelmente fortes, que vendem de lamen a hambúrgueres em formato de estrela, e fazem um sucesso tão grande, ou maior, que as cadeias mais tradicionais. Já exploramos na coluna algumas marcas que poderiam pintar aqui no Brasil, mas agora é a vez de listar algumas das mais relevantes que existem do outro lado do mundo.

1. Da Niang Dumpling – China

150418-coluna-01

Fundada em 1996, a Da Niang hoje é uma das principais marcas de fast-food na China. Existem mais de 500 lojas espalhadas pelo país, que é conhecida por vender comida tradicional chinesa. A principal delas, como diz o próprio nome do local, é o dumpling, um bolinho quase igual à guioza japonesa. Além de ser bom, o prato tem como ponto positivo a questão saudável: os bolinhos não são fritos, então dá pra comer sem culpa. Embora a empresa seja chinesa, e venda comida chinesa, eles venderam recentemente parte da operação para um fundo gringo, então quem sabe um dia achamos uma loja fora do país de Mao?

2. Dicos – China

150418-coluna-02

Mas nem só de comida chinesa vive a China. Outra cadeia famosa por lá é a Dicos, fundada em 1994 e conhecida por vender algo mais parecido com o junk food comum. Uma espécie de Burger King com KFC, a marca é famosa por seus lanches e brindes. Honestamente, não faço ideia do nome dos lanches, mas tem muita coisa boa no cardápio, basta olhar no site oficial. E se procura uma opção mais light, a Dicos vende também wraps e pratos típicos locais. E de sobremesa, tudo parece bom, a ponto de considerar uma viagem pra China em algum ponto da minha vida.

3. Jumbo King – Índia

150418-coluna-03

Um fast-food na Índia, você se pergunta. Um país onde a carne bovina é proibida, fica complicado imaginar uma cadeia de restaurantes que dê certo por lá. Tudo errado. Já ouviu falar no vada pav? É um lanche típico de lá, vegetariano (claro), e que faz um incrível sucesso. Por isso, os criadores do Jumbo King pensaram bem pra abrir o fast-food indiano. Conhecido por ser um alimento de fácil manuseio, o vada pav é vendido em cada esquina de Mumbai. Mas como a gente percebe nas fotos, higiene não parece ser uma prioridade pelo pessoal local. A grande diferença do Jumbo King, hoje com por volta de 40 lojas, então, são pratos onde dá pra confiar a procedência, e comer bem.

4. Nirula’s – Índia

150418-coluna-04

O mais antigo, e um com mais lojas espalhadas pelo país – são mais de 70 – , o Nirula’s faz sucesso ao norte da Índia. Vendendo um cardápio mais parecido com o fast-food comum, mas claro, totalmente adaptado ao paladar local, a cadeia tem coisas que dão fome pela foto. O Veg Mahaburger, por exemplo, é uma espécie de Big Mac com hambúrgueres empanados. O sucesso do nome também pode ser explicado pela variedade do cardápio: pizzas, saladas, bolos, kebabs e sobremesas. Certamente é um lugar que faria uma visita.

5. Ajisen Ramen – Japão

150418-coluna-05

Agora podemos falar de algo que o brasileiro está mais acostumado: o lamen. Sabe aquele macarrão japonês que se encontra com facilidade na Liberdade? Então, no Japão, como é de se imaginar, existe uma cadeia de fast-food especializada no prato. O sucesso é tanto que a marca não se limitou ao país do sol nascente, e hoje já oferece lojas em vários outros países, como na Austrália, Canadá e Estados Unidos. Será que podemos ver algum dia uma no Brasil?

6. Hotto Motto – Japão

150418-coluna-06

Especializado em bento, aquele prato combinado japonês, uma espécie de PF asiático, o Hotto Motto tem, além do ótimo nome, um cardápio de dar água na boca. Os nomes, claro, são impossíveis de se pronunciar, mas pelas fotos do menu no site dá pra ficar com água na boca facilmente. Pra quem gosta de comida japonesa, e sabe que isso significa muito além dos tradicionais sushi, temaki e rodízio, esse é um lugar que vale a pena conhecer.

7. Marrybrown – Malásia

150418-coluna-07

O nome é Marrybrown, mas poderia ser McMalásia. A cadeia de restaurantes – hoje com mais de 350 pelo país – é uma das mais famosas por lá, e oferece em seu cardápio tudo que a gente gosta: hambúrgueres, sobremesas e comidas nada light. O Tower Burger (um brinde aos sites internacionais) parece ser um exagero delicioso, com dois hambúrgueres de frango, um empanado e um grelhado. Porquê? Por que sim, simples. Mas nem só de lanches vive o restaurante. Pratos com frango ou peixe também estão disponíveis, além daquela combinação básica de sobremesas, bebidas e batatas.

8. Herfy – Arábia Saudita

150418-coluna-08

Pra começar, sim, a Arábia Saudita faz parte da Ásia. E sim, eles também tem suas próprias cadeias de fast-food. A maior de lá, e maior que muitos nomes famosos pelo mundo, a Herfy vende basicamente hambúrguer. E olha, todos tem uma cara ótima. Mesmo. Até mesmo o sanduíche com hambúrguer em forma de estrela. O cardápio é tão completo, mas tão completo, que até aquele sanduíche de peixe, que ninguém come, está disponível. No quesito sobremesas, até o delicioso milkshake de Oreo está disponível.

9. Kudu – Arábia Saudita

150418-coluna-09

Também baseada na cozinha ocidental, o Kudu é outro restaurante de fast-food lá das arábias, mas que lembra mais um Subway. Sanduíches largos e com vários ingredientes. Eles até oferecem hambúrgueres, mas a grande variedade está nos subs. Alguns parecem realmente grandes, e bons. Um ponto pelo que são conhecidos são os lanches picantes, então se é fã de uma boa pimenta, tá aí um bom motivo pra fazer uma visita.

10. Chowking – Filipinas

150418-coluna-10

Pra acabar a lista, um fast-food filipino. Fundado em 1985, o Chowking é especializado em comida oriental. Os carros-chefes são o lamen, o dim sum e pratos de arroz. A rede é uma contrapartida nos restaurantes do país, que normalmente focam na culinária ocidental. O sucesso é tanto que até unidades nos Estados Unidos estão abertas, e o total soma mais de 400 lojas pelo mundo todo.


Fast&Food é escrita por Raphael Diegues, editor do Comida pra Casal, que aborda novidades e dúvidas dos consumidores a respeito das redes de comida rápida espalhadas pela cidade.

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s