C…Que Sabe, no Bixiga

141127-cquesabe-01

Embora não exista oficialmente, o Bixiga é o bairro com maior concentração de cantigas e trattorias por metro quadrado. Das baratas às caras, das novas às tradicionais, toda variedade que a culinária italiana oferece está por lá. Entre elas está uma das mais famosas, se não a mais famosa. Com mais de 70 anos de existência, a cantina C…Que Sabe é conhecida pelo casarão todo decorado com adornos italianos e a cantoria pelo salão, reunindo famílias e casais quase que todos os dias da semana. A dúvida é: será que mesmo com tamanho histórico, a comida continua boa?

barra-post-galeriafotos

barra-post-ela

O C…Que Sabe é super conhecido ainda mais por ser no Bixiga, o lugar mais famoso para se comer uma boa massa em São Paulo. Então não sabíamos aonde ir e resolvemos ir lá porque já estávamos com vontade de visitar o bairro há algum tempo. Localizado no centro ele é uma das poucas cantinas que não ficam no miolo do bairro, mas junto com o tradicional Famiglia Mancini.

Fomos com dois amigos, Julio e Bueno, e assim que entramos o Bueno falou uma coisa real “É bem família aqui né?” , é bem o que você sente naquele ambiente cheio de informações, o teto colorido com objetos pendurados e muitas fotos nas parede, você se sente na Itália. Ainda mais por ter dois cantores que andam de mesa em mesa e animam o restaurante com músicas italianas.

Agora falando do que mais importa lá as comidas, acabamos pedindo o couvert que era R$ 10 por pessoas e vinha cestas de pão com sardela, manteiga e a berinjela, a sardela deles é incrível e quase teve briga para comer tudo. O couvert tinha também uma berinjela recheada, era meio pizza assim, bem gostosa apesar de não ser nenhum pouco fã de berinjela!

Já nos pratos principais o garçom nos falou que eram pratos para dois então dividi com o Bueno e o Rapha com o Julio. Pedimos o Rondelli que era recheado de queijo, presunto, ricota e espinafre com molho parmegiana que era molho sugo coberto de muzzarela e parmesão gratinado. O nosso prato era R$91 reais, devido a massa ser recheada. Quando ele disse que o prato era pra dois eu realmente achei que era grande, porém vieram seis rondellis e não é exagero. Eram três rondellis grandes, mas eram três rondellis, e isso me decepcionou muito. Sorte que comi bastante pão do couvert se não teria passado fome. Apesar de pequeno o macarrão era muito bem feito e estava uma delícia, mas era pouca coisa por um valor tão alto!

barra-post-ele

O problema da fama é a falta de preocupação com a evolução. Muitos lugares atingem o topo do reconhecimento e deixam de se preocupar em inovar, em trazer novidades e continuar a brilhar. Instalada na rua Rui Barbosa, em um chamativo casarão com luzes neon em vermelho e verde, a cantina C…Que Sabe é referência em comida italiana em São Paulo. Isso é um fato. E ainda que com toda pompa, o restaurante talvez tenha perdido sua essência, de servir pratos fartos e comida boa. Não, a comida não é ruim. Mas o Fusilli à Carbonara deixa muito a desejar.

Primeiro por que seja o que a massa servida, não é fusilli. Ela tem um aspecto estranho, gosto peculiar e textura que lembra estar cru, embora não esteja. Se tivesse algum outro nome qualquer talvez não estranhasse tanto quando o prato chegou até a mesa. E o carbonara? Sendo chato novamente: isso não é carbonara. Já comi vários carbonaras tanto aqui quanto no exterior, adoro esse prato em particular, mas ele não é feito com um ovo mexido e bacon. A receita original utiliza pancetta, que embora tenha a mesma origem, tem o preparo, e consequentemente, o gosto diferente.

Ainda assim, o sabor não é de todo ruim. Mesmo sem nenhum tipo de pimenta – ao menos não perceptível ao paladar – o prato tem seu gosto próprio, que é saboroso pelo que é. A massa em si não ajuda muito, e se tentassem se aproximar da versão mais conhecida do fusilli talvez o resultado final seria melhor. E poderia ser melhor servido. Todos os pratos são servidos para duas pessoas. Não existe opção individual. Sorte que estávamos em quatro pessoas no dia, então dividi com o Júlio, um amigo nosso, o carbonara enquanto a Na dividiu um rondelli com o Bueno, o outro amigo.

Qual o problema? Você se pergunta. Cada prato custa em torno de R$ 80, e pelo que é servido, é um valor alto. Estamos falando de massa e insumos que, tecnicamente, não são caros. O rondelli da Na, por exemplo, é pequeno para um casal. Como ela disse, são apenas seis unidades, e por R$ 91, te faz pensar se vale a pena o investimento. O fusilli é um pouco melhor apresentado, mais ainda assim, poderia vir mais, pelo que é.

Mas nem tudo é negativo. O atendimento na cantina é ótimo, os garçons são bastante inclusivos e tiram qualquer dúvida dos clientes. As entradas são gostosas, e a Berinjela à Parmegiana tem um sabor surpreendente. E o ambiente? Você vai se sentir na Itália, fácil fácil. A tarantela é muito gostosa de ouvir, com os cantores passando pelo salão, parando de mesa em mesa e tornando a experiência melhor.

141127-cquesabe-servico

Anúncios

Um comentário sobre “C…Que Sabe, no Bixiga

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s