Inazuma, no Itaim Bibi

141124-inazuma-01

Alguns lugares ganham o consumidor pela qualidade da comida, uns pelo preço e outros ainda pelo bom atendimento. E se um restaurante juntasse tudo em só uma casa, em pleno Itaim Bibi? Embora pareça brincadeira, é bem esse o resumo do Inazuma. Comida bastante barata – rodízio na casa dos R$ 40 – e gostosa, além de uma equipe que sabe tratar o cliente. Mesmo com uma enorme variedade que o bairro oferece, o local pode servir de cenário para um jantar ou até mesmo um almoço de sexta.

barra-post-galeriafotos

barra-post-ele

A agilidade de uma equipe pode ser um grande diferencial para qualquer restaurante. A rapidez ou a demora colocam à prova a qualidade do estabelecimento, e mesmo que a comida seja boa, de nada adianta se nunca chega até sua mesa. E demora foi uma palavra que não existiu durante o jantar no Inazuma. Em cinco minutos chegamos ao local, sentamos, pedimos as bebidas e já estávamos comendo. Ainda que o salão estivesse vazio pelo horário, os atendentes se revezavam para servir a mesa, nunca deixando a comida faltar.

E como todo rodízio japonês existem pontos bons, pontos ótimos, e pontos nem tanto. O Teppanyaki é o grande vitorioso da casa. Suculento, ele é levemente temperado no alho, dando um gosto sem igual para o salmão. E como pede a receita japonesa, ele vem bem quente na chapa individual, em uma porção bem servida.

Outro ponto que merece grande destaque é o Harumaki de Queijo. Enquanto a versão de Legumes parece sem gosto e sem tempero, o primo mais gorduroso acerta em cheio na quantidade de recheio e textura do queijo. Um pouco derretido e em um tamanho certo pra caber na boca, é o tipo de petisco que daria pra comer noite adentro. Tanto que quando solicitei ao garçom ‘muitos’, ele prontamente atendeu, vide a foto na galeria.

O combinado do local traz sabores particulares, que não havia provado ainda, como o Hot Roll de Kani. Bem diferente do tradicional, ele é crocante e gostoso – diferente da versão original, dura demais. Os Dyos são bastante recheados, a ponto de quase caírem do hashi. Os Temakis, por sua vez, poderiam ser melhores. Pedi um de Salmão comum e um outro de Hot Roll. Enquanto o primeiro veio bastante sem graça, o segundo sofreu da mesma mácula do sushi: duro demais.

barra-post-ela

Passamos na porta e resolvemos entrar, era bem cedo e até fiquei meio admirada que estava aberto, era tipo 18! Então só tinha eu e o Rapha no restaurante todo, até porque eu acho difícil alguém jantar esse horário também. Eles ainda estava arrumando o restaurante para o jantar, e o que me fez entrar no restaurante foi o preço, um banner na porta mostrava que mesmo no final de semana o valor não era absurdo e sim bem acessível pagamos R$ 44,90.

Assim que sentamos veio um garçom até meio grosso nos atender, na verdade acho que era o jeito dele mesmo, e perguntou tudo que queríamos como entrada. Pedimos tudo menos shimeji, como sempre, então uns 5 minutos depois veio o Ceviche, Carpaccio e salmão grelhado. O salmão grelhado veio primeiro e assim que chegou experimentamos e tava INCRÍVEL! De todos os rodízio o salmão grelhado de lá era o melhor de todos e até pedimos uma repetição dele, porque estava realmente muito bom, temperado com alho e bem macio. Depois peguei o ceviche que também estava muito bom, sem exagero na pimenta e o carpaccio era de peixe branco, mas tinha limão demais e dominava o gosto.

Depois veio o combinado, tipo veio tudo muito rápido mesmo, e o combinado tinha bastante diversidade apesar de não ser muito grande. E todos os sushis estavam muito bons, o destaque talvez foi o hot holl de kani que eu nunca tinha comido e achei bem interessante e gostoso. Os outros sushis era bem feitos e saborosos, mas nada que tenha sido incrivelmente gostoso.

Pedimos também temaki, e pedi o de hot holl. Os temakis de rodízio nunca são muito apetitosos, mas esse meio que superou, o temaki que era de hot holl parecia mais de skin e até achei um osso. Foi o ponto negativo do rodízio, porque ele era pequeno, alga dura e não tinha gosto de nada. Mas o ponto positivo de tudo foi que o Rapha ama harumaki e ele sempre pede muitas repetições, dessa vez não aconteceu porque ele pediu para vir muitos e realmente veio muitos, acho que veio uns 15 ou 20.

No final acabamos não comendo bastante e tudo estava bom, mesmo não comendo guioza e tempurá que são coisas que eu gosto bastante. O restaurante tem bastante cara de restaurante para almoço mas vale a pena ir pelo valor, que apesar de baixo para média, tem grande variedade de pratos.

141124-inazuma-servico

Anúncios

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s