Airin, em Perdizes

141027-airin-04

Se você acompanha o Comida pra Casal deve ter visto nossa predileção por culinária japonesa. É incrível como uma vez ao mês visitamos um restaurante pra postar no blog. Já até pensamos – e matamos a ideias dois minutos depois – em falar apenas desse tipo de gastronomia, mas a grande diversidade de boa comida em São Paulo impede, ainda bem. Mas como já avisamos no Facebook ontem, fomos recentemente a uma hamburgueria e um bar comer coxinha. O que falta pela lista? Exato, japonês. Visitamos o Airin, em Perdizes, e você pode conferir o resultado a partir de agora.

barra-post-galeriafotos

barra-post-ele

Perto da faculdade da Na, essa não foi a primeira – nem a segunda – vez que fomos até o Airin. Ele serve meio que como uma zona de segurança pra comida japonesa. Se não queremos arriscar e apenas apreciar bons pratos orientais, corremos pra lá e não nos decepcionamos. E foi isso que aconteceu, de novo. Chegamos no início do horário da janta, e o salão não estava muito cheio. Além de uma família comemorando aniversário, alguns casais espalhados por aqui e ali. Salvo horários de pico, geralmente é assim que se encontra a unidade de Perdizes (existe uma outra na Zona Leste), boa pra conversar, onde o som das outras mesas não atrapalha, seja uma refeição casual, seja um encontro romântico.

E o cardápio do rodízio é bem servido. Tanto o Harumaki de queijo como o de legumes são bem gostosos, embora nem tanto quanto os do Zeni. Ainda assim, dá gosto de morder e sentir o recheio na boca. A Guioza, por sua vez, bate qualquer uma que já experimentamos aqui no blog. Muito recheada, levemente apimentada e com um molho bem feito que orna com o pastelzinho. Uma pena que as porções são pequenas, e você precisa ficar pedindo toda hora. Claro, ajuda a controlar o desperdício, mas, ainda assim, fica a reclamação, rs.

Na hora dos Temakis tentei sair um pouco do lugar comum, daquele triunvirato do Salmão, Atum e Peixe Branco. Fui no chamado Vinicius. Sabe Deus o motivo do nome. Talvez seja o filho do dono? Ou uma homenagem ao autor de Garota de Ipanema? Seja qual for, ele é composto por tiras de kani junto de salmão e cream cheese (não deu pra sair tanto do lugar comum). Além desse, pedi um mais tradicional, de Atum completo (desculpa, realmente não consigo sair do lugar comum). E o problema de não ousar é não sentir novos sabores. O segundo temaki achei bem insosso, nada demais, pra falar a verdade. Não é ruim, mas poderia ser melhor. Por sua vez, o tal Vinicius, com perdão da palavra, é bem gostoso. Pra quem gosta de carne de caranguejo pode ser uma boa, pois como é acompanhado de salmão o gosto fica bem balanceado, sem pender muito pra um nem para o outro.

Ai chegou o combinado. Achei diferente do Hot Roll acompanhar o prato principal. Não é comum, mas também não atrapalhou de maneira alguma. O meu preferido, e me julgue se não concordar (você também, Na), foi o de Goiabada. Bizarro, não? Muito, mas o pior é que o sushi é gostoso. Virei a cara quando chegou à mesa, mas temos que experimentar antes de falar, não é? E fiquei surpreso com o gosto agridoce do cream cheese, do doce de goiaba e todos os paranauês do sushi. Acho que não comeria um milhão deles, mas pelos poucos que vieram, gostei. E não só dele. Os Sashimis são bastante tenros, com uma fatia que dá vontade de morder. E os Hot Rolls? Bom, deixa a Na falar mais sobre eles.

barra-post-ela

Eu acho que já devo ter falado isso alguma vez, mas vou falar de novo! Eu comeria japonês todos os dias da minha vida, hahaha. É tipo um vício, não sei se vocês são assim, mas eu sou! Então consegui convencer o Rapha de ir a um velho conhecido nosso, o Airin.

O restaurante tem duas unidades: uma em Perdizes e outra no Tatuapé. Na unidade do Tatuapé, o rodizio é um pouco mais barato. Mas fomos na Zona Oeste e pagamos R$49,90 no jantar. E o rodízio é bem daqueles que você vai pra matar a vontade e comer bem. Para começar pedimos as tradicionais entradinhas fritas e considero a Guioza deles o ponto forte, ele é muito melhor do que as outras. O rolinho primavera é uma delícia, e tudo vem bem quente.

Pedi o Temaki de Salmão Grelhado e a alga estava um pouco dura. O combinado vem quase que perfeito, as variações de Sushi eram boas e os Sashimis ótimos, só não gostei muito do peixe branco que eles escolheram. Não é o tradicional prego. O Hot Roll do Airin vem com uma camada extra de salmão entre a alga e a casca, porém, os que vieram no combinado já estavam frios. Quando pedimos a repetição eles vieram muito melhores e estavam realmente bons. Outra coisa que chama a atenção no combinado era o salmão selado, que estava incrivelmente saboroso.

Algumas repetições depois, e, novamente, tudo veio gostoso. Infelizmente o meu Tempurá não apareceu. Eu até pedi, mas nunca chegou a mesa. Não sei exatamente o que os restaurantes têm contra o prato, porque ele simplesmente nunca é servido! Fora isso o atendimento é eficiente e correto. Para quem mora, trabalha ou passa por perto de alguma das duas casas, vale a pena visitar.

141027-airin-servico

Anúncios

2 comentários sobre “Airin, em Perdizes

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s