Casa do Parmegiana, em Moema

141020-parmegiana-fechado

Você gosta de parmegiana? Sabia que no meio de Moema tem uma casa especializada no prato, com diferentes receitas de carne, frango e berinjela? Fomos até o local experimentar suas iguarias, e tentar ser um pouco diferente no blog. Afinal, nem só de temaki, nacho e hambúrguer vive uma pessoa, não é? E olha, talvez tivesse sido melhor comer um sushi… Dá uma olhada agora nas nossas considerações, e fique livre pra discordar, ou não.

barra-post-galeriafotos

barra-post-ele

Quem, em sã consciência, não gosta de parmegiana? É um prato simples de fazer, preferência nos almoços alheios e que agrada ao paladar de qualquer um. Então, quando você ouve em um curto período de tempo duas recomendações sobre o mesmo lugar, que vende parmegiana, qual a chance de algo sair errado? Pequena, mas real. E olha, por mais que eu não goste de afirmar, foi o que aconteceu. O lugar se chama Casa do Parmegiana. Qual a chance? Claro, não da pra ser radical e apontar como o pior prato que já comi na vida, pois não é. Mas também não é o melhor, nem de perto.

E a crítica precisa ser mais incisiva quando você vai à Casa do Parmegiana, pra comer um parmegiana, e ele não é bom, certo? Comecemos pelo preço. O prato individual custa em torno de R$ 35, enquanto o duplo sai mais ou menos por R$ 70. Justo, se não fosse pequeno. Estávamos em quatro pessoas: o casal oficial, e os pais da Na. Resolvemos, como pede o bom senso, pedir dois duplos. E talvez esteja ai o ponto interessante da casa, além da versão tradicional, existem várias outras receitas disponíveis. Eu escolhi o Milão (sim, os pratos têm nome de cidades), que é feito com carne bovina e acompanha quatro tipos de queijo: muçarela, parmesão, catupiry e gorgonzola.

O que o cardápio não diz é que acompanha também azeitona. E eu odeio azeitona, e me senti enganado quando chegou à mesa um réchaud entupido de azeitona. Se estivesse sozinho certamente iria pedir pra voltar o prato, mas vamos lá. Ponto um. Ele não é grande. São dois bifes normais junto do molho. Não existem nem a possibilidade de repetir, caso esteja com fome, como era o meu caso. Por exatos R$ 69,90, acho que poderia ser um pouco mais bem servido. Ponto dois. A apresentação tira pontos, sem dúvida. Por melhor que seja o prato, se ele não é minimamente bonito, como o cliente vai ter uma experiência positiva? E ponto três. Por melhor que seja o prato, como eu disse. Mas esse não é o caso.

A carne não é macia como deveria ser um filet mignon, e os quatro queijos. Bem, quais quatro queijos? Eu senti apenas o gosto do catupiry, e claro, da azeitona. Gorgonzola, conhecido por ser um queijo tão forte e encorpado, nem deu as caras. Mesma coisa pro parmesão. Ou seja, R$ 69,90 por um prato insosso, pequeno e feio. Qual a chance disso acontecer em um lugar que se autointitula Casa do Parmegiana? Pois bem, aconteceu. Poderia listar uma mão inteira de lugares que fazem parmegiana melhor, incluindo o de um boteco na Santo Amaro e o de um restaurante italiano em Perdizes.

barra-post-ela

Queríamos comer algo diferente. Na verdade o Rapha, porque segundo ele o nosso blog seria só de comida japonesa se fosse só meu. E realmente eu sempre quero comida japonesa, hahaha. Então minha irmã nos sugeriu ir à Casa do Parmegiana, que fica em Moema. Já tinham falado muito bem da casa para gente, então resolvemos testar. Ela fica no miolo de Moema –que não é dos melhores lugares –  você basicamente só chega de carro e eu não gosto disso. Estávamos com os meus pais e logo que chegamos a recepcionista fez um milhão de perguntas, se tínhamos voucher, reserva ou qualquer coisa e não entendi o motivo das perguntas.

Levaram a gente numa mesa na parede e para chegar lá só fazendo fila indiana, é apertado. O cardápio é basicamente parmegiana, tem de frango , carne e berinjela. Além de alguns petiscos que chamam a atenção. Sou bem tradicional e escolhi o parmegiana de carne que chamava Nápoles e era como o recheio de uma pizza margherita. A parte legal são os nomes dos pratos todos de cidades italianas e espanholas.

Pedi o prato para dois, pois ia dividir com o meu pai e era um dos mais em conta, R$ 65,10 o duplo, e R$33,60 o individual. Todos os pratos acompanham arroz e batata rústica. A sensação que eu tinha quando comia é que o meu prato tinha vindo de um delivery, comida insossa e murcha. A carne era macia, devia mesmo ser filet mignon, mas assim se a casa é especializada nisso teria no mínimo ser muito bom.

Foi decepcionante, arroz sem gosto e a batata que era dura e não tinha nada de rústica. O molho de tomate não tinha gosto de nada e você só sentia o manjericão. Olha. Eu já comi parmegianas em lugares que não são especializados, mas são muito melhores. Talvez uma das maiores decepções do blog até agora.

141020-parmegiana-servico

Anúncios

Um comentário sobre “Casa do Parmegiana, em Moema

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s