Vinil Burger, em Pinheiros

141016-vinil-01

Sabe aquela área na Faria Lima ao lado do Pirajá, onde existe um movimento gastronômico que envolve várias casas, como a já visitada Confeitaria Dama? Então, ali também tem instalado o Vinil Burger, hamburgueria descolada com um cardápio fixo e enxuto, perfeito pra quem gosta de uma carne saborosa. Se precisa de uma dica pra almoçar, ou pra jantar, ou pra levar a pessoa amada, dá uma lida, esse sem dúvida pode ser uma boa opção.

barra-post-galeriafotos

barra-post-ela

“A gente tem que ir no Vinil”. Quase todos os dias o Rapha me dizia isso, que o Vinil era muito bom e que a gente tinha que ir pro blog logo, lá era ótimo e não era caro. Então fomos ao tal Vinil, e vou contar que eu não botava muita fé não. Ele fica em uma esquina conhecida ali perto do Largo da Batata, do lado do Pirajá.

Ele é super pequeno, na parte interna não se tem mesa, só um balcão que você pode sentar, ou na rua, super legal. E algumas mesas na parte externa também. Além disso, não tem garçom, você faz o pedido e pega quando chamarem o seu número. Tudo é bem simples, mas bem organizado e limpo. Eram apenas duas opções de lanches no dia que fomos, batata fritas e algumas variações de bebida como cervejas artesanais e uns sucos.

As duas opções de lanche são: o de carne – o tradicional – e o de frango – o esporádico. O de carne você escolhe os ingredientes que são cebola, picles, bacon, salada e acho que é isso e escolhe também o ponto da carne. Mas para ser diferente eu peguei o de frango, ou The Chicken One, que tinha maionese, molho curry e alface. Além, claro, do frango que era empanado e lembrava um nuggets gigante, hahaha. Ainda pedi uma porção de batatas-fritas pra acompanhar, totalizando R$ 37 pelo pedido. Quase o valor padrão das lanchonetes atuais.

E o lanche era incrível, o molho curry é quase perfeito, e poderia ficar aqui escrevendo que é uma delícia uma porção de vezes até o final da crítica. O frango empanado definitivamente não era um nuggets gigante, e também não era difícil de comer, a carne era macia e muito bem temperada. A combinação dos dois molhos casou muito bem e foi uma ótima ideia de quem criou. Apesar de ser ótimo, se você estiver com muita fome vai achar que o lanche é pequeno, isso é a única desvantagem, acredito. A batata também era bem gostosa, crocante e sequinha. O Rapha tinha razão, ” a gente tem que ir no Vinil”! Quem ainda não foi vá, vale a pena.

barra-post-ele

Você já foi ao Vinil Burger? A crítica abaixo se divide entre as pessoas que ainda não conhecem a hamburgueria, e as que já tiveram o deleite de experimentar o sanduíche deles. Sim, no singular. A casa oferece apenas um lanche, que você pode montar de acordo com as suas preferências. De tempos em tempos, como a Na aproveitou, surgem umas opções temporárias, mas o carro chefe ainda é o Cheeseburger. Ainda bem.

Mais uma vez, se você já foi, sabe do que eu estou falando. Ao entrar no pequeno salão você se depara com uma lousa e todos os ingredientes disponíveis: tomate, alface, cebola desidratada, cebola caramelizada, bacon e pickles. Além disso, dá pra escolher entre quatro tipos de queijo: prato, muçarela, cheddar ou provolone. Pra acabar, o ponto da carne. E quanto custa isso? R$ 19 a unidade. É grande? Talvez more ai minha única ressalva. Poderia ser maior, ou talvez existir uma versão maior, por um valor maior. Mas como isso é uma ideia apenas, vamos ao que interessa.

Eu trabalho bem perto da lanchonete, então volta e meia acabo indo almoçar lá, e sempre é a mesma receita: mal passado, com cheddar e completo. Não gosto de ser radical, ou clichê demais com minhas opiniões, mas acho que esse é um dos melhores sanduíches que já comi na minha vida. Já fiquei ponderando se já tinha experimentado algum melhor até hoje, mas juro que não consigo me lembrar com facilidade. Provavelmente, e espero que aconteça, ainda vou comer hambúrgueres melhores, mas esse é altamente recomendado.

O sabor da carne, que é feita na hora, é espetacular. A suculência dela, misturada ao queijo, bacon e aos dois tipos de cebola te faz querer colocar tudo na boca. E não é impossível, pelo tamanho. Um ponto meio chato, ou não, é o tamanho da casa. Realmente pequena, são por volta de 20 lugares disponíveis, disputados a tapas na hora do almoço. Mais pro fim do dia, horário que fizemos a visita oficial, o movimento dá uma diminuída, o que acaba se tornando uma boa opção pra um encontro no meio da semana.  Ou só pra um almoço. Acho que vou lá hoje, rs.

141016-vinil-servico

Anúncios

7 comentários sobre “Vinil Burger, em Pinheiros

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s