Amamos muito tudo isso?

barra-fastandfood-02

Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola e picles num pão com gergelim. Você já ouviu essa musiquinha, ao menos uma vez durante a vida. Aposto. Acho que não existe uma pessoa que não saiba o que é um Big Mac, ou então o que é o McDonald’s. Afinal, esse pessoal tá instalado no Brasil desde 79, então é tempo suficiente pra entrar na sua mente e não sair nunca mais. Seja o bendito McLanche Feliz, a Torta de Banana ou o Sundae de Chocolate, cada um tem suas predileções, sempre com um toque bem brasileiro. Ou você não sabia que o Cheddar McMelt, o suco de Maracujá e a já citada Torta de Banana (entre vários outros) são itens exclusivos da lanchonete brasileira?

Crédito: Huffington Post

Sempre fui fã dos lanches da rede, pelas novidades, parcerias inéditas e combinações inesperadas. Quem não se lembra do saudoso Duplo Cheeseburger, ou o fantástico McRib? Era impossível não pirar quando o comercial passava na televisão, anunciando alguma coisa nova da turma do Ronald. E a primeira edição dos sanduíches da Copa? Genial. O McAlemanha trazia salsicha, enquanto o McArábia era feito com hambúrguer de quibe. Quem podia imaginar? Com o iminente sucesso em 2002, lógico que a ideia foi trazida pra 2006, 2010 e agora em 2014 – e olha que a gente até escreveu sobre a edição desse ano. O sucesso gerou até um spin-off em 2003, com aquele ‘Volta ao mundo’, onde foram lançados sanduíches típicos da Índia e Marrocos (entre outros), e nos trouxe aquela benção do McBrasil feito com hambúrguer de calabresa.

E entre uma edição e outra vieram outras novidades legais, como os lanches com carne Angus, a quebra do paradigma de que é possível fazer sanduíche de frango com queijo, e até os smoothies, recentemente.

Mas parece que algo aconteceu nas mentes pensantes. Algo ruim. É só dar uma olhada nos últimos lançamentos feitos pela rede. E o motivo da coluna de hoje é o maior exemplo: Mega Mac. É um Big Mac, só que com quatro hambúrgueres. Eu já comi, posso falar dele. É bem gostoso, como um Big Mac, e ainda maior, com mais recheio, difícil de segurar com as mãos até. Só que, é um Big Mac com quatro hambúrgueres. Essa é a grande novidade recente que eles têm pra apresentar? Será que decidiram não investir nos últimos tempos em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos? Vide não apenas as versões avantajadas do carro-chefe do McDonald’s, mas todo o recente cardápio da casa.

“No geral todos os sanduíches são insossos, sem nada muito diferente, e o que achei melhorzinho já existia em 2010. De verdade, achei que faltou vontade por parte do McDonald’s, que se apoiou em sua recente tradição criada. Com tantos ingredientes típicos desses sete países selecionados, não é possível imaginar em algo tão pasteurizado“

Essa foi uma observação minha na crítica aos sanduíches da Copa agora em 2014. E não à toa as vendas foram decepcionantes. Tá na imprensa, basta dar um Google e ver. E entre um perfeito Triplo Cheeseburger (que ninguém sabe o motivo de ter saído do cardápio) e insossos McPampa e McCrispy, o McDonald’s vai patinando e perdendo espaço entre as grandes redes de fast-food. Quinze anos atrás não existia Burger King por aqui, e o Bob’s não conseguia bater de frente. Hoje existem não apenas o BK, mas outras casas gringas que apostaram novamente com operações por essas bandas, como o Subway, que você encontra a cada 500 metros pelo país ou o KFC, que em nome de Deus voltou!

Crédito: NY Daily News
McRib, maravilha disponível no mundo todo. Menos no Brasil

E pra piorar a situação a concorrência nacional também se intensificou. Se o Bob’s não era perfeito, hoje ele tem um posicionamento mais forte; o Giraffas decidiu sair de Brasília e dominar o mundo, e marcar menores pipocam por São Paulo e outras cidades. Sem contar da moda da vez recente, as hamburguerias gourmet, que vão desde Zé do Hambúrguer, Sujinho, Burger Lab ou o Paulista Burger, assunto da nossa última crítica.

Como fã do McDonald’s e um apreciador de seu cardápio junk food, é preocupante a toada do restaurante. Claro, ainda é a segunda mais franquia de alimentação do mundo, e todo mundo conhece seus sanduíches e o onipresente logotipo com o eme amarelo. Mas qual será o futuro próximo dos Arcos Dourados no Brasil? Apenas pra efeito de comparação, enquanto tivemos os já citados lançamentos nos últimos tempos, menus de outros países vão bem além no que concerne a inovação. Na França, por exemplo, até um tempo atrás existia o McBagel, que lembrava bastante a cozinha local; ou o 1955 na Itália, com um sabor divino.

Crédito: Divulgação
Super e Mega Mac, as novidades brasileiras

Tudo bem, ideias boas vem e vão, e talvez seja um momento de vacas magras para o maquêdonaldes tupiniquim. Nem sempre surge da cartola uma galinha dos ovos de ouros, mas a vontade de inovar e fazer o consumidor se sentir instigado é fundamental nessa guerra dos sanduíches. E parece que eles perderam isso nos últimos tempos. Nos Estados Unidos, por exemplo, a rede começou a oferecer opção de montar o próprio lanche, bem ao estilo Subway. Enquanto isso, no Brasil, isso não existem planos de importar a prática para o país. Palavras oficiais.

Crédito: Going Awesome Places
Da Tailândia para o mundo. Quão difícil seria replicar aqui?

E nem precisava ser algo tão fora da caixa. Por que não trazer lanches de outros países para o conhecimento do consumidor brasileiro? Dá pra imaginar o sucesso do Chicken Maharaja Mac por essas bandas? Pra quem não sabe, é o Big Mac de frango vendido na Índia. Não seria bem mais interessante que os Super e Mega Mac? Ou quem sabe a torta de abacaxi, comercializada na Tailândia, ou os Onion Rings, vistos na Holanda?

Enquanto a revolução acontece mundo afora, o que vemos por aqui? McFiesta. Um Hambúrguer com salada, e pronto. Enquanto sanduíches realmente interessantes aparecem nos cardápios alheios, temos que aguentar insossas combinações, como esse tal de Mega Mac.


Fast&Food é uma coluna quinzenal, escrita por Raphael Diegues, editor do Comida pra Casal, que aborda novidades e dúvidas dos consumidores a respeito das redes de comida rápida espalhadas pela cidade.

Anúncios

2 comentários sobre “Amamos muito tudo isso?

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s