Matsuya, em Perdizes

140908-matsuya-02

São poucos os rodízios em São Paulo que conseguem entrar na melhor categoria que consideramos possível: BBB, bom bonito e barato. E o Matsuya é uma rede de restaurantes que sempre entrou, ao menos pra gente, nesse quesito. Com pratos fartos e preços que cabem no bolso até no final do mês, o local foi nossa salvação após um plano frustrado de almoço de sábado. Será que, como de praxe, salvou nossa vida? Dá uma olhada agora na nossa crítica do Matsuya.

barra-post-galeriafotos

barra-post-ela

Matsuya é sempre um rodízio de japonês que eu corro quando alguma coisa dá errado. Eu e o Rapha já tínhamos ido no restaurante que fica em Moema e dessa vez fomos ao de Perdizes. Os planos eram outros e iríamos comer um francês, quando chegamos lá tinha mais de 2 horas de fila e já eram 3 da tarde, para quem não tinha tomado café e acordado cedo eu estavam morrendo de fome.

Então desistimos e para onde corremos? Matsuya! Chegamos lá com muita fome e fomos pedindo tudo de uma vez. Os pratos quentes que costumam vir logo no começo são definitivamente os pontos alto do rodízio: Tempurá, Guioza, Harumaki e o Tepan, todos incríveis. Todos têm muito sabor e são muito bem feitos. O temaki de salmão grelhado tava tão incrível que eu pedi repetição.

Já o combinado foi um pouco decepcionante, porque estávamos em três pessoas e veio cerca de um par de cada variação de sushi, além de simplesmente não ter sashimi de atum. Pedimos uma segunda leva, depois de conversar com o garçom. E ele melhorou muito! Enquanto o primeiro estava pequeno e mal montado, a nova versão veio super caprichada em todos os aspectos.

O Hot Roll não era tão saboroso quanto de costume, e estava um pouco frio até, mas ele não era ruim. O primeiro pedido veio visualmente feio e no segundo pedido eles capricharam mais (será uma tendência deles?). Certamente algo aconteceu na primeira rodada, pois a diferença do primeiro pedido para o segundo foi muito grande. Porém nada que afetasse o sabor dos pratos que todos estavam muito gostosos.

O melhor de ir ao Matsuya é sempre o final, a conta é sempre um valor muito em conta.  No fim de semana o rodízio completo custa justos R$ 48,90. Pra se ter uma ideia, jantar durante a semana é R$45,90, e no almoço só R$ 36,90. E todos nós sabemos que esse valor em um rodízio de japonês é quase impossível. Ele é o famoso BB, bom e barato, e normalmente B de bonito também, pena que não foi dessa vez.

barra-post-ele

Lá estávamos em mais um sabado, eu e a Na – e o nosso amigo Júlio, nesse caso – pra mais um almoço de final de semana. Nossa primeira opção era outra, mas a fila e a fome nos levaram até o Matsuya. E um ponto bom deles, pra começar falando bem, é o preço. O rodizio sai tanto no sábado como no domingo por R$ 48,90. Muito em conta, se formos comparar com casas mais carinhas.

E pra ficar claro também, existem seis unidades do restaurante pela cidade. Já tinha ido uma vez ao de Moema, e agora visitamos em Perdizes. Como o padrão, o salão é bem espaçoso e com temas orientais. Os garçons, mesmo com uma ou outra demora no atendimento, foram atenciosos na medida.

E a comida, você se pergunta.

A comida é boa, não tenho como dizer o contrário. Até porque já tinha experimentado em outra oportunidade, então seria uma garantia de boa alimentação. Só que. Sempre temos um só que. A apresentação, como um todo, pecou bastante. É visível pelas fotos que o pessoal da cozinha não devia estar tendo um bom dia, pois muitos dos pratos chegaram à mesa com aspecto de incompleto. E não afeta o sabor, mas ainda assim, né?

Falando um pouco sobre a comida, me surpreendi com o Tempurá, bem gostoso e crocante, especialmente as berinjelas. Eu gosto bastante de berinjela, então fica difícil um prato não estar bom. Como nesse caso. Os Harumakis também merecem destaques. Aliás, todos os pratos quentes se sobressaíram, sem sombra de dúvida. O Tepan de salmão estava simplesmente suculento, e poderia apenas comer ele o dia todo.

A parte fria, por outro lado, foi meio que uma decepção. O primeiro combinado veio muito pequeno, se levarmos em conta que era mesa pra três pessoas.  A segunda tentativa até deu uma melhorada, ainda que tivesse um sushi estranho com laranja. Vai entender quem achou que isso combinava. Os Temakis não inventaram moda, e todos os quatro que comi estavam bem bons. Se tivesse que reclamar, não só dos temakis, mas de um todo na parte fria foi o excesso de cream cheese. Eu gosto, mas não demais também, se não tudo fica com gosto de queijo.

Pra terminar, o Hot Roll. Sempre um parâmetro de qualidade dos rodízios, dessa vez eu fiquei com uma grande interrogação. O sabor não era ruim, mas olha a imagem. Feio, não acha? Parece que foi feito na pressa, de qualquer jeito. Até entendo que o valor cobrado fica um pouco abaixo do normal, mas se tiver que pagar um pouco mais pra pedir o mínimo de estética na comida, tudo bem.

140908-matsuya-servico

Anúncios

2 comentários sobre “Matsuya, em Perdizes

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s