Meats, em Pinheiros

140714-meats-02

Na esquina da Pinheiros com a Joaquim Antunes, em um salão com enormes janelas e uma porta que guarda a decoração rústica do salão fica o Meats, hamburgueria com toda pinta de moderninha e filas consideráveis para quem busca apenas um bom lanche. Aberta em 2012, a casa é considerada uma das melhores da cidade, por suas receitas que vão além do sanduíche de carne com queijo, oferecendo invencionices particulares que juntam ingredientes em combinações fora do comum. Agora, se isso é bom ou não vai do paladar de cada um, e também da paciência para esperar por um lugar.

 barra-post-galeriafotos

barra-post-ele

Sexta-feira à noite, talvez um dos piores momentos para tentar uma mesa num dos mais badalados lugares de São Paulo, resolvemos experimentar os tão falados sanduíches do Meats. Como nós dois somos fãs fervorosos de bacon, só aquela foto padrão de divulgação, onde a fatia do porco defumado aparece maior que tudo, serviu de argumento pra aceitar qualquer possível fila de espera. E ela aconteceu, viu. Foram uns 20 minutos aguardando duas cadeiras no salão que parece ter saído de algum filme de faroeste. Mesas de madeira grossa, um balcão quase que de ponta a ponta e poucos lugares. Sim, embora seja bem amplo o ambiente, as mesas não são tantas, o que acaba ajudando no aumento das filas.

Mas até que não demorou muito, considerando o dia, horário e o fato de ser começo do mês. Conseguimos duas cadeiras de metal no balcão mesmo, onde o conforto pode não ser o maior destaque, mas também não atrapalha em nada. Minha primeira surpresa foi o cardápio enxuto, com meia dúzia de lanches, além das entradas, sobremesas e afins. Bem legal a carta de cervejas, com opções de toda a Europa, ainda que com preços um pouco salgados demais.

Pra entrada escolhemos a Fries and Sweet Fries, que certamente nos ganhou pelo desconhecido. Afinal, como seria a combinação de batata frita e batata doce no mesmo saco? Com sal? Ganhou minha atenção, sem dúvida. Por justos R$ 19 a porção é muito bem servida, e a versão doce do tubérculo consegue se destacar, especialmente pra quem gosta. A questão do sal não me atrapalhou, e acabei preferindo até abdicar do ketchup, tamanho o gosto da entrada. Um pouco que me deixou frustrado foi a rapidez entre a chegada da porção e dos sanduíches. Não consegui terminar as batatas, que ficaram jogadas de lado assim que os hambúrgueres chegaram.

Na hora de escolher meu lanche percebi o quão gourmet a casa quer se mostrar. Pra gente que não está acostumada com a alta gastronomia certamente nomes requintados vão causar certa estranheza. Afinal, abobrinha é abobrinha, e não zucchini no Brasil. Tirando isso, as opções são interessantes, pra dizer o mínimo. Combinações que fogem bastante do padrão, somando no mesmo pão laminas de maçã-verde, molho de wasabi e moçarela, por exemplo, me fizeram querer voltar lá outras vezes pra experimentar todo o cardápio. Dessa vez fui no Pulled Pork, que vou dizer. Em um primeiro momento achei caro cobrar R$ 29 por um sanduíche. Apenas em um primeiro momento, antes de dar a primeira mordida. Juntando carne de porco desfiada, com queijo reino, molho barbecue, alface americana e muita, mas muita cebola roxa, o lanche me conquistou, pra caramba. Primeiro pela beleza do prato.

Acostumado com McDonald’s e cia, ver um sanduíche daqueles chegando pra mim é certamente um bom sentimento. E muito melhor quando você morde. O pão é espetacular. É molhadinho, no ponto certo, que não faz ele se desmontar na sua mão. O porco também, muito bem temperado, me lembrando (e isso é uma comparação positiva) os lanches do Mercadão. A cebola, que normalmente é usada como complemento em alguns sanduíches, completa a experiência com uma certa crocância, que faz você esquecer de seu valor, se não na primeira, na segunda mordida.

barra-post-ela

O salão se mostra um pouco pequeno para a quantidade de pessoas interessadas no famosa lanchonete. Por ser em um local super movimentado e famoso, a espera era de cerca de 40 minutos, onde muitas pessoas pedem entradas e cerveja enquanto esperam por uma vaguinha. Porém, não foram 40 minutos, acredito que esperamos uns 20 ou 30 minutos até sentarmos no balcão. O ambiente é bem diferente do comum, com grandes janelas, uma decoração rústica e salão escuro, quebra-se o ambiente de lanchonete e se torna mais próximo de um bar (ficam tocando músicas famosinhas em um tom adequado, nada de ensurdecedor).

O cardápio é bem reduzido quanto ao lanches, e bem extenso na questão bebida. São cerca de sete lanches, e todos com ingredientes bem gourmet, algo que não me atrai tanto. Pedi o Hooligan (R$29), que vinha hambúrguer, picles, cheddar, bacon e maionese de horseradish (uma maionese feita com raiz forte, o famoso wasabi japonês). O lanche é bom. Mas, eu particularmente não gostei da maionese, ela tirou totalmente o gosto de qualquer coisa no sanduíche e é tanta maionese que o pão fica mole.

Talvez se eu voltar ao Meats escolha por uma opção mais básica, e digo isso não por não ter gostado do lanche, mas por ser chata e preferir opções mais simples. Como entrada pedimos a Fries e Sweet Fries (R$19), e que coisa mais gostosa!!! Eu facilmente comeria só a porção de batatas fritas com batata doce frita, afinal,  tudo que se é frito é bom, e tivemos aqui mais uma prova. A batata doce acaba sendo ainda mais gostosa do que a batata normal, sequinhas e bem crocantes, além da porção ser bem generosa.

A lanchonete é uma ótima opção para casais que gostam de comer, como eu e o Rapha, e por ter uma pegada de bar fica aberto até tarde. O atendimento é exemplar, rápido e sempre muito atenciosos. O Meats está entre as novas lanchonetes gourmet e apesar do valor se um pouco alto a qualidade compensa.

140714-meats-servico

Anúncios

9 comentários sobre “Meats, em Pinheiros

  1. Se voltarem lá (me chamem!), sugiro que experimentem os corações empanados regados na cachaça de entrada, mto bons.

    Eu comi o clássico BLT (bacon, lettuce, tomatos) e fiquei muito satisfeita. O pessoal da minha mesa experimentou um que tem recheio de batata palha a catupiry – gigantesco e delicioso – e o com gorgonzola e pimentão, uma combinação doida e maravilhosa.

    Enfim, é caro, mas vale a pena.

    bjs casal!

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s