Padaria Brasileira, na Consolação

bt-rotadacoxinha-02

Conhecida no ABC, a tradicional Padaria Brasileira finalmente resolveu abrir sua primeira loja em São Paulo. O lugar não poderia ser outro, se não em um dos lugares com mais gente 24/7: na Augusta, entre a Paulista e a Luís Coelho. Decidimos fazer uma visitinha em plena quarta, quando a fome estava grande, logo depois do trabalho. Pra uma primeira experiência, nada mais justo que a melhor iguaria da culinária brasileira: a coxinha.

Ele

Meu conhecimento sobre as coxinhas da Padaria Brasileira veio em uma pesquisa com a Na, depois que aquela coxinha gigante de um quilo ficou famosa. Naquela semana o quitute era o assunto mais falado na internet, e porque não encontrar outras biroscas vendendo o salgadinho? Uma coisa que me chamou a atenção do local eram os diferentes sabores disponíveis. Afinal, até onde eu sabia, coxinha era de frango – e, no máximo, um catupiry pra arrematar.

O dia era quarta, e o horário 18h30. A padaria tinha várias opções de comida, mas o objetivo era mesmo o departamento de coxinhas. E logo de cara vi a estufa quentinha com várias bolinhas (cones? pirâmides?) fritas me esperando. As escolhidas foram uma de calabresa, pro momento inovação da experiência, e a boa e velha frango com catupiry.

Primeiro, convenhamos: cobrar R$ 4,90 por um salgado daquele tamanho é caro. Chamar de abusivo talvez seja um pouco demais, mas certamente é um valor bem acima do correto. A coxinha é um pouco maior daquelas vistas nas festinhas de criança que todo mundo gosta, mas custa mais até que uma comprada no boteco da esquina.

E mesmo com o preço, digamos… salgado, vale o investimento?

Olha, a coisa é boa, não dá pra negar. Embora a massa estivesse um pouco dura, a coxinha estava bem quentinha, e o recheio era gostoso. Mas é caro. E pagar quase cinco reais por uma coxinha pequena não dá. Afinal, eu já tava com fome, e se fosse comer até ficar satisfeito, ia morrer com cinquenta conto ali, fácil fácil. Depois a gente até descobriu uma opção no cardápio com uma porção, que colocando na ponta do lápis até vale, mas já era tarde demais.

Pra mim, na minha humilde opinião, mesmo sendo gostosa, a coxinha da Padaria Brasileira não é nada espetacular, ou diferente do que encontramos por aí. A massa não contribuiu, e sem dúvida o preço joga pra baixo qualquer vontade de voltar. Mas um dia a gente volta, pra provar outras iguarias.

Ela

Como toda jornalista chata, assim que sentei na mesa notei algumas falhas na padaria, que é nova.  Apesar de não influenciar na minha opção sobre as ótimas coxinhas servidas, valeria uma arrumada final nos acabamentos.A padaria foi feita em um antigo prédio da Augusta, por algum motivo onde sentamos havia uma falha no teto e dava para ver pichações do antigo local.

Mas agora vamos à parte boa, como o Rapha já disse o preço realmente não é dos mais acessíveis. Como sou chata e não gosto de inovações optei pela boa e velha coxinha de frango.O recheio é no ponto certo, frango desfiado e molhado no ponto certo. A massa não é pesada o que faz você querer comer várias delas!

Acredito que as pequenas falhas da padaria podem ser consertados pela padaria ser ainda muito nova. As outras opções da padaria são interessantes, vale a visita por ser bem localizada e por ter atendentes bem educados.

Anúncios

3 comentários sobre “Padaria Brasileira, na Consolação

Gostou? Deixa aqui sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s